Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santa Bianca

Origens

Bianca nasceu na cidade de Palencia, na Espanha, no início do ano 1188. Filha do rei de Castela Filha de Alfonso IX e da rainha Eleanor da Inglaterra. Recebeu sólida formação cristã por parte de seus pais. Tendo apenas 11 anos, ela já estava noiva do príncipe Louis, de Dauphin, França. Isso aconteceu porque seu tio John Lackland tinha o interesse na reconciliação com o rei Filipe Augusto, pai de Louis. 

Casamento aos doze anos

No dia 23 de maio de 1200 os dois jovens príncipes se casaram em Port-Mort, região da Normandia. E, a despeito da pouca idade do casal, os dois formaram uma família cristã exemplar. Tiveram filhos e Bianca soube incutir no coração de cada um os valores cristãos e a fé inabalável. E isso aconteceu de tal forma que um de seus filhos, Luigi, que, mais tarde, assumiria o trono da França, viveu uma vida santa e foi canonizado.

Espírito de liderança e decisão

Santa Bianca herdou de seus ancestrais maternos, a força, a perseverança e o tino nas decisões políticas. Tais dotes ficaram evidentes quando seu marido assumiu o trono. Ela colaborava nos negócios do marido com sua visão clara e lúcida. Ela também o encorajou na difícil luta pela eliminação dos ingleses de Poitou. 

Rainha

Em 1223 Santa Bianca ficou viúva. E, pelo fato de seu filho, que seria o futuro Luis IX, ser ainda menor, ela assumiu o governo da França até o filho completar a idade. Assim, ela reinou por vários anos. Nesses anos, governou com sabedoria e justiça, enfrentando perseguições e dificuldades no reino.

Sabedoria e política

Em seu reinado Santa Bianca enfrentou uma coalizão de poderosos proprietários de terra que, sob a orientação do Duque da Bretanha, buscavam tornar-se independentes da rainha. Isso acontecia pelo fato de ela ser espanhola e não francesa. Eles não aceitavam o governo de uma estrangeira. Santa Bianca, porém, usando de sabedoria, enfrentava as dificuldades fazendo a boa política, de tal forma que conseguiu estender o reino da França e a autoridade real. O reino ficou ainda mais fortalecido com o casamento de outro de seus filhos, Alfonso de Poitiers, com a princesa Joan de Toulouse.

Governo estendido

Santa Bianca tinha uma ajuda valiosa vinda do cardeal Romano Frangipane, representante do Papa na França desde Louis VIII. Em 1234 seu filho atingiu a maioridade e assumiu o trono como Louis IX. Santa Bianca, porém, permaneceu ao lado do filho por mais dez anos, ajudando a cuidar de todos os assuntos do Estado, ajudando-o a enfrentar novas revoltas e levantes, especialmente a revolta do Conde das Marcas. 

Volta ao governo

Em 1243 O rei Louis IX partiu com um exército para uma cruzada. Santa Bianca assumiu a regência novamente. Cuidou da administração do reino, coisa que já tinha deixado de fazer há alguns anos. No tempo desta segunda regência, ela enfrentou tantos problemas quanto na primeira e superou a todos com sabedoria. E ainda conseguiu preparar a anexação de Languedoc ao reino da França. Além disso, reprimiu com força uma revolta de camponeses que eclodiu em 1251. 

Morte

Nos últimos anos de sua vida, Santa Bianca fundou uma abadia cisterciense chamada Maubuisson. Ali, ela vestiu o hábito cisterciense e alternou sua vida religiosa à ajuda às necessidades do reino. Santa Bianca faleceu em Paris em 27 de Novembro 1252. Seu filho Louis IX ainda estava no Oriente e não pôde velá-la. Santa Bianca foi sepultada na abadia de Maubuisson. Seu coração ficou preservado, mas passou a ser conservado na Abadia de Lys, perto de Melun. Seu coração foi levado para lá em 13 de março de 1253. A festa de Santa Branca passou a ser celebrada em 2 de Dezembro.

Oração a Santa Bianca

“Ó Deus, que destes a Santa Bianca a graça de governar primeiramente o seu lar, e depois, um país inteiro, dai também a nós a sabedoria necessária para governarmos nossa vida, nosso lar e tudo aquilo que for confiado a nós com sabedoria, humildade e amor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo, amém. Santa Bianca, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos