Devoção a Santos

Você está em: Santos e Ícones . Devoção a Santos . Nossa Senhora Fátima

A devoção a Nossa Senhora de Fátima

A devoção a Nossa Senhora de Fátima nasceu em 1917, na região de Fátima, Portugal, atravessou o tempo e chegou rapidamente a todos os continentes e países. Nossa Senhora apareceu a três crianças analfabetas, que pastoreavam ovelhas da família. Foram seis aparições, todo dia 13, de maio a outubro de 1917. A partir de então, milhões de pessoas começaram a procurar Nossa Senhora de Fátima.

Uma das razões para essa expansão é que, em Fátima, Nossa Senhora não se dirigiu somente à geração da época, mas, também, às posteriores. A grande marca da mensagem de Fátima, que orienta toda a devoção, é o apelo da Virgem à oração do Terço, à penitência, à conversão e à reparação.

Nossa Senhora pede, em Fátima, que seus filhos voltem para Deus e para a Igreja de coração sincero. Ela pede oração, penitência, conversão e reparação pelas ofensas que diariamente seu Sagrado Coração, junto com o de Jesus, sofrem. Por isso, a devoção a Nossa Senhora de Fátima leva o fiel para o encontro pessoal com Jesus e tem como fim último levá-lo para o céu.

Trata-se de uma devoção simples e acessível a todos: rezar o Terço todos os dias, confessar-se, comungar. Como reparação, ela pede confissão e comunhão nos cinco primeiros sábados de cada mês, além da oração específica de reparação que ela mesma ditou às crianças em Fátima.

Além disso, Nossa Senhora fez profecias, reveladas pelas crianças, sobre acontecimentos futuros que, de fato, se concretizaram. Uma das profecias realizadas foi o avanço do comunismo vindo da Rússia. A Mãe do Céu pediu muita oração penitência para que o “erro da Rússia” não se espalhasse pela Europa e o mundo. Ora, aquelas crianças de sete a dez anos, analfabetas, morando num povoado isolado em Portugal não sabiam nem mesmo o era a Rússia, muito menos o que seriam “os erros da Rússia”. No entanto, insistiram na mensagem de penitência e conversão, sem recuarem, apesar de toda pressão e tortura psicológica que sofreram.

Porém, parece que o povo não correspondeu aos apelos da Mãe e o comunismo causou a morte de, pelo menos, cem milhões de pessoas no mundo. As coisas só começaram a mudar a partir de 25 de março de 1984, quando o Papa João Paulo II fez a Consagração do mundo a Nossa Senhora exatamente conforme ela mesma tinha pedido em Fátima. Irmã Lúcia, a única das videntes de Fátima que permaneceu viva, confirmou que esta consagração, a segunda feita pelo mesmo Papa, foi feita de forma válida. Alguns anos depois, em 1989, o muro de Berlin caiu junto com o comunismo no leste europeu.

Quando o mundo viu as profecias se cumprindo, os corações se voltaram para a mensagem de Fátima. E isso faz parte da devoção. Trata-se de uma devoção que busca a conversão pessoal, a oração, a penitência e a reparação das ofensas feitas aos Sagrados Corações de Maria e Jesus. Todas essas ações fazem com que as tiranias e os governos totalitários diminuam seu poder sobre a humanidade. Elas fazem também que os corações se convertam.

Por isso, a mensagem de Fátima permanece atual. Em Fátima Nossa Senhora falou para o futuro. Ela profetizou. E suas palavras continuam válidas. O mundo sofre ameaças constantes de guerras, de ditaduras, de calamidades e grandes sofrimentos. Mas a oração do terço, a penitência, a conversão, a busca dos sacramentos e a reparação podem evitar essas tragédias. Cabe principalmente aos fiéis a missão de realizá-las pelo bem e pela salvação da humanidade.

Veja alguns produtos de Nossa Senhora Fátima