Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . São Pancrácio

Origens

O nascimento de Pancrácio aconteceu na cidade de Roma. Era filho de pais nobres, ricos e, fato extraordinário, cristãos! E, além disso, seus pais era amigos pessoais do imperador Diocleciano, grande perseguidor da fé cristã.

Órfão

Pancrácio ficou órfão quando era ainda muito criança. Por isso, teve que ir morar com um tio que se chamava Dionísio. Com a ajuda e apoio desse tio, que também era cristão, Pancrácio conseguiu estudar em Roma, conservando a fé cristã em seu coração e na prática de vida.

Amigo do Papa

E aconteceu que Pancrácio foi morar na mesma residência onde o papa de então, chamado Marcelino, fazia seus retiros. O papa conheceu Pancrácio e passou a respeitá-lo bastante, por causa da modéstia, da piedade, da doçura e da fé profunda que o adolescente demonstrava.

Perseguição

Porém, era o tempo da perseguição de Diocleciano. Por isso, nenhum cristão podia estar seguro. E aconteceu que Pancrácio, tendo apenas catorze anos, juntamente com seu tio Dionísio, foram denunciados como cristãos e levados a julgamento. Dionísio foi decapitado imediatamente porque não renunciou à fé cristã. Pancrácio ainda teve um tempo.

Martírio

O adolescente Pancrácio recebeu certa consideração por parte do imperador Diocleciano. Afinal, ele tinha apenas catorze anos, estava começando a vida e era filho de um amigo do imperador.  Diocleciano tentou de todas as maneiras envolver Pancrácio fazendo-lhe promessas. Depois, vendo que o garoto não cedia, tentou fazer um jogo de astúcias e mentiras. Sem sucesso, passou a fazer ameaças. Nada disso fez Pancrácio mudar de ideia. Pelo contrário, o jovem afirmava que não tinha medo da morte, pois esta o levaria diretamente para os braços de Deus. Então, Diocleciano perdeu a paciência e ordenou que Pancrácio fosse decapitado. Era dia 12 de maio do ano 304.

Culto

O túmulo de São Pancrácio está numa das vias mais famosas de Roma, a chamada Via Aurélia. Fica no cemitério de Ottavilla. Ali, o papa Símaco mandou construir uma igreja dedicada a São Pancrácio no século VI. A igreja existe até hoje. Várias outras igrejas foram construídas em honra a são Pancrácio na Itália, Espanha, França e Inglaterra. Nesses países, o culto a São pancrácio se difundiu. São Pancrácio também teve um mosteiro dedicado a ele em Roma. Este foi fundado por são Gregório Magno. Também em Londres, um mosteiro fundado por santo Agostinho de Canterbury foi dedicado a ele.

Padroeiro

A fama de santidade e coragem de um adolescente como São Pancrácio espalhou-se. A devoção a ele é intensa na Europa até os dias de hoje. Ele passou a ser invocado como o padroeiro dos enfermos na Itália. Na Espanha, é padroeiro dos trabalhadores. Por fim, foi declarado padroeiro da Juventude da Ação Católica na América Latina.

Oração a São Pancrácio

“Glorioso São Pancrácio que foste martirizado por ser crente e por tua fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, que em teu coração sentiste alegria quando até o último momento de tua vida pudeste ser leal ao amor pelo Senhor.

Oh Santo Bem-aventurado, faça com que possamos imitar-te, e a pesar das contrariedades, 
possamos permanecer sempre fieis à nossa fé.

Bendito Santo dos afligidos na pobreza e na falta de trabalho, confiando em sua eficaz intercessão chegamos a ti para apresentar ao Senhor nossas humildes súplicas:

(Faça aqui o seu pedido e continue a oração a São Pancrácio).


Rogamos, com alma afligida, que nossas necessidades sejam levadas a Ele para que sejam atendidas urgentemente. Também solicitamos sua proteção, porque sabemos que Deus sente prazer em atender a petição dos seus devotos se elas forem boas para nossas almas e maior gloria sua. 


Cândido São Pancrácio, socorre-nos com tua caridade infinita e alcança-nos a alegria do amor, cada dia mais ao nosso Criador e Redentor Jesus Cristo, a quem, com sua mediação, Oh santo protetor nosso, esperamos ver e adorar sempre na alegre Pátria Celestial. Amém.” 

Veja alguns produtos de Outros Santos