Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santo Isidoro Lavrador

Origens

Isidoro nasceu em Madri, capital da Espanha, no ano 1070. Era filho de uma família de camponeses, pessoas muito simples e fiéis; católicos praticantes seguidores de Jesus Cristo. Isidoro cresceu em paz e feliz. Revelou-se, desde pequeno, ser muito caridoso para com todos. Trabalhava com sua família, numa propriedade que tinha sido arrendada por seus pais.

Oração e casamento

Isidoro costumava levantar bem cedo para ir à missa. Fazia isso sempre, antes de se dirigir para o trabalho no campo. Continuou com essa mesma rotina depois de casado. Sua esposa se chamava Maria Toríbia e os dois tiveram um filho. Depois de casado, suas práticas de fé e caridade se destacaram mais ainda. 

Acusação

Certa vez, Isidoro foi acusado de deixar o trabalho para ficar rezando na parte da manhã. Diziam que ele só queria ficar na igreja ao invés de ir para o trabalho. Ele tinha, realmente, o hábito de dar uma pausa no trabalho, uma vez ao dia, para se dedicar à oração do terço, a qual fazia de joelhos. Isso, porém, não chegava a atrapalhar seu trabalho. Pelo contrário, depois de rezar ele voltava ao trabalho com mais força e vigor. Assim, recuperava sempre o tempo que tinha ficado em oração. O patrão até que tentou impingir-lhe um castigo, mas não teve como fazer isso, por causa da bondade e da eficiência de Isidoro.

Caridade fraterna

Santo Isidoro não se destacava apenas pela oração e pelo trabalho. Destacava-se mais ainda pela solidariedade para com os mais pobres. Com eles, sempre dividia tudo o que ganhava no trabalho. Para si e sua família, deixava apenas o necessário, tanto para a alimentação quanto para uma vida digna. Por isso, todos o tinham como um pai e um amigo para todas as horas.

Morte do filho

Provavelmente o maior sofrimento vivido por Santo Isidoro e sua esposa tenha sido a morte do filho, ainda criança. Porém, apesar da imensa dor, Isidoro e sua esposa Maria não cederam à revolta e à mágoa. Pelo contrário, juntos, os dois se dedicaram ainda mais aos pobres e aos necessitados. Santo Isidoro deixou um rastro de humildade, se simplicidade, de caridade e de amor ao próximo.

Morte

Santo Isidoro Lavrador faleceu pobre e sem ter se tornado desconhecido. Sua morte aconteceu em 15 de maio de 1130, na cidade de Madri. Ele foi sepultado de maneira comum, sem nenhuma especial distinção. Os pobres e necessitados, porém, sofridos, compareceram em grande número em seu funeral simples. Somente depois de sua morte é que começou espontaneamente, por esses mesmos pobres, a devoção popular. Muitos milagres foram atribuídos à intercessão de Santo Isidoro Lavrador. Esses milagres se tornaram parte da tradição espanhola.

Reconhecimento

Somente depois da morte de Santo Isidoro é que as autoridades eclesiásticas iniciaram o processo de reconhecimento da santidade de Isidoro. A devoção do povo simples do campo e da cidade de Madri levam a igreja a reconhecer o grande valor de Santo Isidoro: o temor a Deus, a fidelidade aos mandamentos, uma vida justa e reta, alicerçada no seguimento a Jesus Cristo, na oração e na caridade. 

Culto

Filipe II, rei da Espanha, foi curado de uma grave enfermidade quando pediu com fé a intercessão de Santo Isidoro Lavrador. Por isso, ele mesmo formalizou o pedido oficial de canonização do santo junto à Santa Sé. No ano de 1622, o papa Gregório XV, depois de confirmar alguns milagres pela intercessão de Santo Isidoro, celebrou sua canonização. Nesta celebração foram canonizados, juntamente com Santo Isidoro Lavrador, Santo Inácio de Loyola, São Francisco Xavier, Santa Teresa d'Ávila e São Filipe Néri. Depois disso, Santo Isidoro lavrador foi instituído padroeiro dos trabalhadores rurais, dos desempregados, dos indígenas e também da cidade de Madri.

Oração a Santo Isidoro Lavrador

“O Santo Isidoro, a vossa fé vos levava a esquecer o mundo para contemplar as belezas do Reino de Deus. Dando-vos em oração, os anjos completavam o vosso trabalho de agricultor. Abençoai-me, Santo Isidoro! Abençoai a minha família, a minha terra, a minha horta, as minhas plantações, a minha criação. Pedi aos anjos que sustentem as minhas forças nas horas de cansaço. Abri os meus olhos e fazei-me ver, na semente que nasce, na flor que desabrocha, no fruto que amadurece, a força criadora de Deus onipotente. Santo Isidoro, fortalecei a minha fé, dai-me gosto pela oração, para a minha piedade atraia as bênçãos de Deus e dos anjos do céu sobre o trabalho de minhas mãos e faça frutificar a minha plantação. Amém. Santo Isidoro, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos