Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santa Rute

Rute ou Ruth é uma personagem bíblica do Antigo Testamento. Ela aparece no livro que tem o seu nome, o “Livro de Rute”, onde se narra a história de sua vida junto com a história de Noemi, sua sogra. O nome Rute significa companheira. E, companheira foi o que Rute soube ser de maneira maravilhosa e exemplar. O mais importante de sua vida, porém, foi que, mesmo sendo estrangeira, de sua descendência nasceu o rei Davi. Seu segundo marido, Booz, e seu filho Obed fazem parte da genealogia de Jesus Cristo, sendo mencionados no Evangelho de São Lucas 3, 32.

Origens

Rute nasceu em Moabe, região que fica ao sul de Israel, do outro lado do Mar Morto, atual Jordânia. Pelo que podemos ler no livro de Rute, esta jovem era uma moabita justa, santa, temente a Deus, embora tenha sido criada conforme o costume dos moabitas. Sabe-se que os moabitas foram inimigos dos israelitas em vários pontos e chegaram a vencer os judeus em algumas batalhas.

Rute entra para a história de Israel

Aconteceu que na terra de Belém houve uma grande fome. Por causa disso, muitos judeus que viviam ali, tiveram que emigrar em busca de sobrevivência. Noemi, seu marido Elimelec e seus dois filhos Maalon e Quelion partiram para a terra de Moab em busca de melhores condições de vida. Lá, Elimelec veio a falecer. Maalon e Quelion se casaram com mulheres da terra. Quelion casou-se com Orfa e Maalon, com Rute. Assim, Rute entra para a história de Israel e seu nome será lembrado para sempre. Mas isso aconteceu não só por causa de seu casamento com Maalom.

Rute fica viúva

Maalon e Quelion também vieram a falecer nas terras de Moab e sem deixar filhos. Assim, Noemi se viu sozinha, sem descendentes, numa terra estranha. Por isso, ao saber que a fome tinha terminado em Belém, resolveu voltar. A princípio suas duas noras a acompanharam. Noemi insistiu para elas ficassem em suas terras e se casassem novamente, pois eram jovens e tinham uma vida pela frente. Orfa, ouviu o conselho de Noemi e voltou. Rute, porém, disse que preferia morrer a abandonar Noemi, e permaneceu com a sogra até o fim.

Nova vida e casamento em Belém

Em Belém, o carinho e a atenção de Rute para com Noemi chamaram a atenção de todos os parentes. No tempo da colheita da cevada, ela foi trabalhar na lavoura para ajudar em casa e se destacou pela dedicação, pela força e pelo trabalho bem feito. Booz, o dono da lavoura e parente de Noemi, interessou-se por Rute. Noemi, por sua vez, ajudou na aproximação entre Rute e Booz. Por fim, esses dois se casaram e deram um neto a Noemi, o que foi razão de alegria para todos.

Rute na geração dos ascendentes de Jesus

O filho de Rute e Booz, neto de Noemi, se chamou Obed. Ele foi o pai de Jessé, que foi o pai de Davi. Assim, Rute foi essencial para que, um dia, várias gerações mais tarde, Jesus nascesse da descendência de Davi. A importância de Rute, a moabita, é grande na história de Israel, pela descendência que gerou e pelo exemplo que deixou. Quando preferiu ser fiel a seu voto de fidelidade à sua sogra, ela mudou o rumo de sua história, da história do povo de Israel e até mesmo da história da humanidade, pois, pois causa desta sua fidelidade, houve descendentes que chegaram até o Messias, o Salvador, Jesus, o Filho de Deus. Por isso, Rute é também chamada de Santa Rute.

Veja alguns produtos de Outros Santos