Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santa Prisca

Origens

Prisca significa, “a primeira”. Coincidência ou providência, ela foi considerada pela Igreja a primeira mártir do Ocidente e a mais antiga santa de Roma. Ela era muito admirada pelos cristãos e se tornou uma das santas mais queridas e veneradas da Igreja.

Batizada por São Pedro

Prisca tinha 13 anos quando foi batizada por São Pedro, em Roma. Antes, dizia-se que ela havia sofrido o martírio pouco tempo depois do seu batismo, pela coragem de não negar sua fé em Jesus Cristo e por não fazer sacrifícios aos deuses pagãos. Porém, descobertas posteriores mostram uma história diferente.

Citada no Novo Testamento, salvou a vida de São Paulo

No século VIII, alguns documentos encontrados confirmam a existência de Santa Prisca e seu martírio, descritos por São Paulo, em suas cartas: “Saúdem Prisca e Áquila, meus colaboradores em Jesus Cristo, os quais expuseram suas cabeças para me salvar a vida. A isso devo render graças não somente eu, mas também todas as igrejas dos gentios” (Romanos 16,3).

Documentos

As “Atas de Santa Prisca” aprovam o seu martírio no governo do imperador Cláudio. Seu corpo está sepultado nas catacumbas de Priscila, na Via Ostiense, as mais antigas de Roma. Depois ele foi levado para uma igreja no monte Aventino.

Concha de São Pedro

Recentemente, descobertas arqueológicas mostraram uma igreja construída em cima de alicerces de uma casa do primeiro século, que mantém, ainda hoje, uma cripta com uma preciosíssima relíquia: a concha usada por São Pedro no batismo de novos cristãos. Desta forma, descobriu-se que Santa Prisca não morrera após seu batismo, mas um bom tempo depois, durante as perseguições. No Sínodo Romano de 499, esses novos dados foram acrescentados às “Atas de Prisca”, confirmando a sua contribuição valorosa à Igreja do início do cristianismo.

Torturas e martírio

Santa Prisca foi condenada à morte no anfiteatro romano. Ela seria devorada por leões. Porém, ao invés de atacá-la, os animais foram lamber seus pés. Ela foi torturada, presa entre criminosos, queimada com azeite e graxa e teve a pele rasgada. Pouco depois ela foi decapitada, em Roma, na metade do primeiro século, ainda sob o imperador Cláudio. Para homenageá-la e perpetuá-la como modelo a ser seguido, a igreja do monte Aventino foi consagrada a Santa Prisca. A Igreja celebra sua festa litúrgica no dia 18 de janeiro.

Oração a Santa Prisca

“Permita, nós te clamamos, ó Deus onipotente, que nós, que honramos a data de nascimento da Bem-Aventurada Prisca, tua Virgem e Mártir, possamos nos alegrar em sua festa anual, e nos beneficiar pelo seu exemplo de tão grandiosa fé. Por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém. Santa Prisca, Rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos