Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . São Cláudio Colombiere

Apóstolo da devoção ao Sagrado Coração de Jesus

Origens

Cláudio Colombiere nasceu nas proximidades de Lion, na França, em 02 de fevereiro de 1641. Seus pais eram nobres, ricos e cristãos. Por isso, planejavam dedicar o filho ao serviço de Deus. Cláudio, porém, era totalmente contrário a essa ideia. Acontece que ele tinha realmente a vocação religiosa, mas por causa da insistência dos pais, passou sua infância e adolescência lutando contra essa possibilidade.

Enxergando sua vocação

O que o fez mudar de ideia foi o contato com os jesuítas de Lion, onde estudou. Ali, vendo o exemplo de vida e a sabedoria dos jesuítas, descobriu que, realmente, tinha vocação religiosa. Por isso, ingressou na Companhia de Jesus e continuou seus estudos. De Lion foi transferido  passa a cidade de Avinhon e depois para Paris. Em Paris foi ordenado padre três anos mais tarde. Em 1675, professou os votos solenes na Ordem dos Jesuítas e foi dirigir uma pequena comunidade jesuíta em Parai-le-Monial, França. Ali, a missão que o esperava mudaria sua vida.

Confessor de uma santa

Em Parai-le-Monial Padre Cláudio recebeu a missão de ser confessor do mosteiro da Visitação. Ali vivia uma religiosa de vinte e oito anos, acamada há tempos por causa de fortes dores reumáticas. Seu nome: Margarida Maria Alacoque, uma mulher de grande poder espiritual. Sua santidade e sabedoria influenciavam a todos que dela se aproximavam. Margarida Alacoque tinha recebido do próprio Jesus as revelações da poderosa devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

Missão de esclarecimento

Naquela época, porém, os devotos do Sagrado Coração eram tidos como idólatras. Por isso, eram atacados com palavras e ameaças. Coube ao Padre Cláudio a missão de ouvir Santa Margarida, estudar as revelações e, à luz da teologia, legitimá-las perante os resistentes. A partir de sua intervenção, a devoção ao sagrado coração de Jesus deixou de ser perseguida para se tornar uma das maiores e mais duradouras devoções de todos os tempos.

Confortando uma igreja perseguida

Em 1674 o Padre Cláudio Colombiere foi transferido apra Londres. Sua nova missão era a de ser o capelão de Maria Beatriz D'Este, esposa do duque de York Carlos II, futuro rei da Inglaterra. Naquela época, a Igreja Católica era uma instituição fora da lei na Inglaterra e, por isso, perseguida. Entretanto, por ser capelão da esposa do Duque de York, padre Cláudio celebrava missas numa capelinha. Por isso, acabou passando a ser procurado por inúmeros cristãos clandestinos: padres exilados, freiras, religiosos. Todos vinham, aflitos, ansiosos por ouvir seus conselhos. Ali, Padre Cláudio Colombiere alimentou a fé dos cristãos perseguidos e encorajou-os a perseverarem dando-lhes grande conforto espiritual.

Perseguições na América

Depois de um tempo em Londres, Padre Cláudio Colombiere foi enviado às colônias inglesas da América como jesuíta missionário. Dezoito meses após sua chegada, ele foi acusado pelos colonos de querer restaurar a Igreja Católica no reino. Por isso, foi preso. Porém, por graça de Deus, ele era protegido do rei da França. Isso fez com que ele não permanecesse na prisão e fosse expulso das colônias inglesas da América.

De volta à França

Padre Cláudio Colombiere volta à França, no ano 1681. Nessa época, porém, ele se encontrava muito doente. Seu irmão quis ajuda-lo tentando leva-lo para locais mais saudáveis, mas ele não quis. Na verdade, ele tinha recebido uma mensagem de Santa Margarida Alacoque que afirmava: "O Senhor me disse que sua vida findará aqui". Assim, São Cláudio Colombiere faleceu em Parai-le-Monial no dia 15 de fevereiro de 1683. Seu corpo fica sepultado no convento dos padres jesuítas. Foi beatificado em 1929 Papa Pio IX, e canonizado pelo Papa João Paulo II em 1992, em Roma.

Oração a São Cláudio de la Colombiere

“Ó Pai, pela vossa misericórdia, São Cláudio de La Colombière anunciou as insondáveis riquezas de Cristo. Concedei-nos, por sua intercessão, crescer no vosso conhecimento e viver na vossa presença segundo o Evangelho, frutificando em boas obras. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. São Cláudio de la Colombiere, rogai por nós.

Veja alguns produtos de Outros Santos