Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santo Eugênio de Mazemod

Origens

Seu nome de batismo era Carlos José Eugênio de Mazemod. Nasceu na linda cidade de Aix-en-Provance, sul da França, no dia 1 de agosto de 1782. Filho de um nobre que presidia a Corte dos Condes da Provença. Sua mãe era filha de uma família burguesa, também nobre e rica. Eugênio teve ainda duas irmãs: Antonieta e Elisabete. Esta última faleceu com apenas cinco anos. 

Separação dos pais

Até 1790 a infância de Eugênio foi tranquila e ele deu alguma demonstração de ter vocação religiosa. Depois disso, sua família foi obrigada a fugir da Revolução Francesa. Por isso, deixaram todos os bens na França e fugiram para a Itália. Lá, viveram durante onze anos, perambulando de cidade em cidade. Esta situação provocou a separação de seus pais. Sua mãe voltou para a França na tentativa de recuperar bens confiscados da família. Eugênio ficou com seu pai na Itália.

Sofrimento 

A separação dos pais e toda a situação que viveram, exerceu grande influência na vida de Eugênio, levando-o, na adolescência, a uma grave crise de identidade. Sua vocação religiosa passou a ser sufocada por essas dificuldades. Além disso, sua formação intelectual teve uma parada por causa da falta de uma casa fixa. Porém, mesmo passando por essas adversidades, Eugênio manteve um caráter forte. Esta marca o acompanhou por toda a vida.

Voltando à fé 

Durante o tempo que Eugênio e seu pai moraram na cidade de Veneza (1794 e 1797), ele teve um contato mais efetivo com uma vida de fé. Isso aconteceu através do Padre Bartolo Zinelli. Em 1802, quando Eugênio estava com vinte anos, ele e seu pai voltaram para a França. Lá, amadureceu sua vocação religiosa, retomando aquele primeiro chamado da infância. Por isso, em 1808 Eugênio ingressou no Seminário de São Sulpício, na cidade de Paris. Três anos depois, ele recebia a ordenação sacerdotal na cidade de Amiens.

De volta à terra natal 

Padre Eugênio de Mazemod voltou para sua cidade natal, Aix-en-Provance. Lá, dedicou-se ao apostolado e à pregação. Levou o Evangelho de Jesus Cristo aos pobres camponeses, aos presidiários aos enfermos abandonados. Na França sem rumo e extremamente desgastada após a revolução, Padre Eugênio de Mazemod via nos sacramentos a única maneira de reconstruir os valores cristãos.

Fundador

Outros padres da região, ao verem seu ardor missionário e concordando que a fé seria uma das poucas esperanças de recuperação da França, juntaram-se a ele e passaram a ajuda-lo na pregação e na administração dos sacramentos. Por isso, em 1816, inspirado por Deus, ele fundou a Sociedade dos Missionários da Provença. Mais tarde, mudou este nome para o de Oblatos de Maria Imaculada. Da parte oficial da Igreja, Padre Eugênio recebeu todas as aprovações necessárias.

Bispo de Marselha

Por causa sua competência e ardor missionário, Padre Eugênio de Mazemod foi nomeado vigário-geral da importante diocese de Marselha. Depois, foi sagrado bispo da mesma diocese. Este cargo ele exerceu pelo longo tempo de trinta e sete anos. Nesses anos, Dom Eugênio de Mazemod enfrentou e superou diversos problemas com autoridades civis, com a aristocracia e até mesmo com alguns religiosos que discordavam das regras de vida em comunidade que ele tinha estabelecido.

Querido pelo povo

O povo, porém, amava e respeitava Dom Eugênio de Mazemod. Assim, ele continuou no governo da diocese de Marselha e da Congregação dos oblatos. Esta sua obra se desenvolveu e seus religiosos partiram para vários lugares da Europa, dos Estados Unidos, México e Canadá. Depois disso, os Oblatos chegaram à África e à Ásia, levando em todos esses lugares, o dom missionário da congregação. 

Morte

Santo Eugênio de Mazemod faleceu em 21 de maio de 1861, estando na sua querida cidade sede de Marselha. Após sua morte, inúmeras graças foram atribuídas à sua intercessão. Sua canonização foi celebrada pelo Papa João Paulo II em 1995. Na ocasião, sua congregação já tinha chegado a sessenta e oito países.

Oração a Santo Eugênio de Mazemod

“Ó Deus, que na tua misericórdia, quiseste enriquecer o santo Bispo Eugênio de Mazenod com grandes virtudes apostólicas para anunciar o Evangelho às gentes, concede-nos, por sua intercessão, de arder no mesmo espírito e de tender unicamente ao serviço da Igreja e à salvação das almas. Por Cristo Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho. Amém. Santo Eugênio de Mazemod, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos