Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santa Maria Josefina do Coração de Jesus

Origens

Primeira filha do serralheiro Barnabé Sancho e da doméstica Petra de Guerra, Maria Josefina nasceu na cidade de Vitória, na Espanha, em 07 de setembro de 1842. Foi batizada no dia seguinte. Tendo ficado órfã de pai ainda criança, sua mãe foi quem a preparou para receber a Primeira Comunhão. Ela tinha, então, dez anos. Seus estudos foram completados em Madri, estando ela em casa de parentes. Desde cedo, demonstrou profunda devoção à Santa Eucaristia e também a Nossa Senhora.  Ainda menina demonstrava apreço para com a vida interior e grande caridade para com os pobres e os doentes.

Vocação

Aos dezoito anos Maria Josefina voltou à sua terra natal, Vitória. Nesse retorno, logo aflorou seu desejo de ingressar num mosteiro, sentindo-se atraída pela vida religiosa, especialmente a de clausura. Assim, decidiu ingressar no Instituto Servas de Maria, que tinha sido fundado recentemente em Madri, por uma freira chamada madre Soledade Torres Acosta.

Grandes dúvidas sobre a vocação

Porém, quando chegou a época de fazer a profissão religiosa, graves dúvidas assaltaram seu coração, enchendo-a de incertezas sobre seu chamado para aquele determinado Instituto. Procurou vários confessores. Chegou a dizer que tinha se equivocado na escolha da vocação e sofreu com isso. Porém, a orientação do futuro Santo Antônio Maria Claret, então arcebispo de Saragoça, somada a profundas e serenas conversas com a madre Soledade, fizeram amadurecer em seu coração a possibilidade de fundar um novo Instituto Religioso, que atendesse mais diretamente aos apelos de seu coração: dedicação aos doentes, tanto em casa quanto nos hospitais. Assim, após este período de dúvidas e discernimento, ela fundou o Instituto das Servas de Jesus, no ano 1871, na cidade de Bilbao. Maria Josefina tinha, então, vinte e nove anos.

Caminhos de Deus

Maria Josefina foi a Madre Superiora do Instituto por quarenta e um anos.  O carisma e a espiritualidade desenvolvidos por ela se resumem num grande amor a Jesus Eucarístico e ao seu Sagrado Coração; adoração profunda ao mistério da Redenção; participação nas dores de Cristo e uma dedicação completa ao serviço dos enfermos. Tudo isso vivido num espírito contemplativo. 

Morte

Uma longa enfermidade manteve Madre Maria Josefina numa cama ou numa poltrona. Por isso, ela sofreu muito e vários anos antes de sua morte. Porém, em nenhum momento deixou sua atividade. Cultivou uma intensa correspondência com as novas casas e as irmãs do instituto. Assim, ela tornou sólidas as bases do instituto que fundara. Quando de sua morte, ocorrida no dia 20 de março de 1912, havia já milhares de irmãs suas seguidoras, ativas em quarenta e três casas. Sua morte foi bastante sentida por toda a região. Seus funerais tiveram grande manifestação do povo, que já a reconhecia como santa. Os restos mortais de Santa Maria Josefina foram levados para a Casa-Mãe, na cidade de Bilbao.

A Obra se espalha

Hoje a Obra de contemplação e caridade fundada por Santa Maria Josefina encontra-se na Europa, Ásia e América Latina. As Servas procuram seguir os passos da fundadora, levando pão aos famintos, acolhendo os doentes e vários outros necessitados, criando casas para idosos, incrementando a pastoral da saúde e tantas outras obras de caridade. Santa Maria Josefina foi beatificada em 1992 pelo Papa João Paulo II e canonizada em 01 de Outubro de 2000, pelo mesmo Papa.

Oração a Santa Maria Josefina

“Ó Deus, que destes a Santa Maria Josefina do Coração de Jesus um espírito contemplativo, que a fazia ver em cada doente a própria pessoa de Jesus, dai também a nós a graça de ver em cada necessitado a pessoa de Nosso Senhor. Dai-nos também a vontade de agir como ela, para que a contemplação de vossos mistérios se transforme em ações que salvam e libertam nossos irmãos do sofrimento. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo, amém. Santa Maria Josefina do Coração de Jesus, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos