Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Nossa Senhora da Esperança

Origens

O título Nossa Senhora da Esperança tem duas origens que se complementam. A primeira, é inspirada na experiência da própria Virgem Maria, quando de sua gravidez. Esse título exprime a esperança de Maria em ver seu Filho Santo ao fim da gravidez. A segunda origem parte dos fiéis, que sempre tiveram na Santa Mãe a esperança de que ela os ajude em suas necessidades pessoais. Por causa disso, ela foi chamada na liturgia de “Esperança dos desesperados”.

Santuários

O santuário mais antigo dedicado a Nossa Senhora da Esperança fica na cidade de Meniézes, na França. Ele foi construído em 930. Depois dele foram construídos vários outros, em várias partes da Europa.

Pedro Álvares Cabral era devoto de Nossa Senhora da Esperança

Um dos ilustres devotos de Nossa Senhora da Esperança em Portugal foi Pedro Álvares Cabral. Ele tinha uma linda imagem da Santa em sua casa. Cabral levou-a consigo na sua grande viagem de descoberta do Brasil. Assim, o Brasil foi descoberto sob a proteção de Nossa Senhora da Esperança.

A imagem de Cabral

Esta imagem histórica mostra-nos a Virgem Maria tendo o Menino Jesus sentado em seu braço esquerdo. Este, aponta para uma pomba que está no braço direito de Maria. Esta imagem está, hoje, na cidade de Belmonte, em Portugal. Foi colocada numa capela onde Pedro Álvarez Cabral foi batizado. Em 1955 ela foi trazida ao Brasil por ocasião do Congresso Eucarístico Internacional do Rio Janeiro.

Acabando com a guerra

Eram os dias horríveis da invasão da Prússia sobre a França. Paris estava prestes a ser invadida. Na cidade de Saint Brieuc, perto de Paris, um fato excepcional ocorreu: em 17 de janeiro foi em 1871, o bispo da cidade fez um voto a Nossa Senhora da Esperança, pedindo a ela que salvasse a França da invasão. Este voto foi lido em Paris, na hora da Ave Maria, às dezoito horas. Nessa mesma hora, a Virgem Maria apareceu num local chamado Poitmain, perto das frentes inimigas. Ela foi vista, primeiramente, por dois irmãos, José, 10 anos e Eugênio, de 12. Adultos foram chamados, mas não conseguiam ver Nossa Senhora. O padre foi chamado, juntamente com a professora local. Outras duas crianças que os acompanhavam, tiveram a mesma visão. E, sem que os meninos dissessem nada, essas outras crianças confirmaram o que eles diziam, afirmando estarem vendo a Virgem Maria. O padre e o pvo, então, se ajoelharam e começaram a rezar.

O pedido de Nossa Senhora

A visão das quatro crianças se estendeu por algumas horas. E esta visão foi se transformando para culminar numa mensagem da Mãe. Apareceu, então, em volta de Nossa Senhora, uma linda fita azul acompanhada de quatro velas, sendo duas perto dos ombros e duas perto dos joelhos. Depois, outra fita bem longa desenrolou-se debaixo dos pés de Maria e escritos foram aparecendo mostrando a mensagem da Mãe, que dizia o seguinte: “Mas rezai, meus filhos, Deus, vos atenderá dentro em breve. Meu Filho se deixa enternecer”. Apareceu depois, nas mãos de Nossa Senhora, um crucifixo vermelho e uma bela estrela. Esta, passeou em volta de Nossa Senhora acendendo as quatro velas e, em seguida, parou sobre a sua cabeça. Finalmente, quando já era noite, às 20:45, um véu foi escondendo a aparição pouco a pouco até que ela desaparecesse por completo.

O fim da guerra

Este fato maravilhoso despertou o interesse do povo, que se pôs a rezar, atendendo ao pedido da Mãe. Então, dez dias depois, a paz foi assinada entre a França e a Alemanha, marcando o fim da guerra sangrenta. Depois de estudar detalhadamente o assunto, e de ouvir as crianças, o Padre e o povo que estava presente no momento da aparição, O bispo de Laval publicou uma carta pastoral em que admitia a veracidade da aparição e autorizava o culto da Virgem Maria com o belo título de Nossa Senhora da Esperança de Pointmain.

Milagres

Grandes milagres e graças foram alcançadas no local da aparição. Pouco tempo depois foi construída ali uma linda basílica. O templo foi entregue aos padres Oblatos de Mana Imaculada. José Barbeaste, um dos pequenos videntes de Nossa Senhora, entrou para a Ordem quando mais velho.

Oração a Nossa Senhora da Esperança

“Senhora da Esperança, tua alegria era fazer a vontade do Pai. Tua vida era estar atenta às necessidades dos outros. Intercede por nós! Quando nossa Fé vacila, quando somos tentados a desesperar, Senhora da Esperança, intercede por nós! Quando fechamos o coração, quando consentimos a injustiça, Senhora da Esperança, intercede por nós! Quando parece ser difícil seguir teu filho, quando nos cansamos de fazer o bem, Senhora da Esperança, intercede por nós! Quando o não se antecipa ao nosso sim, leva-nos a Jesus Cristo, nossa esperança. Amém!

Veja alguns produtos de Outros Santos