Devoção a Santos

Você está em: Santos e Ícones . Devoção a Santos . São José

A devoção a São José

A devoção a São José tem vários aspectos maravilhosos para a nossa vida. Ele é o Patrono da Igreja, o padroeiro da família e dos pais de família, o padroeiro da boa morte. Foi escolhido por Deus para ser o Patriarca e Guardião da Sagrada família. Cuidou e protegeu este bem precioso, obedecendo à vontade do Pai. Homem humilde, trabalhador, obediente, justo e santo. Sua devoção é riquíssima e nos guia para a vida com Deus e o céu.

A devoção a São José é bíblica. Todas as referências que temos sobre ele e das quais nasce sua devoção estão contidas nos Evangelhos. Isso nos dá a segurança de uma devoção sólida e santa. Através da Sagrada Escritura sabemos que São José foi carpinteiro, viveu em Nazaré da Galileia, tendo nascido em Belém da Judeia.

O grande Padroeiro da Igreja

O Patriarca São José foi proclamado o grande Padroeiro da Igreja Universal pelo Papa Pio IX no ano 1870. De fato, tendo sido o pai terreno de Jesus e esposo de Maria, ele é, por conseguinte, responsável, influência, exemplo, modelo e protetor da Igreja. O Papa Bento XVI insistiu na necessidade de assumirmos a devoção a São José como Padroeiro da Igreja. Ele diz: “Se considerarmos as calamidades atuais que afligem o gênero humano, torna-se mais evidente ainda a oportunidade de intensificar o culto a São José e difundi-lo ainda mais entre o povo cristão”.

Padroeiro da família

Ninguém melhor que São José para Padroeiro da Família. Ele foi o Patriarca da Sagrada Família. São José sabe o que é ser o provedor e responsável por uma família. Sabe o que é ter que proteger sua família nas maiores dificuldades, como no momento de perseguição e fuga para o Egito. Lá, teve que sobreviver com sua família num país distante e estranho. São José conseguiu cumprir sua missão com louvor. Por isso, os pais de família podem e devem invocar este grande santo como mestre, guia e protetor de suas famílias.

Padroeiro dos pais de família

São José assumiu a paternidade terrena de Jesus, dando ao Filho de Deus o nome, a filiação humana, a dignidade de um lar, de uma família. Como pai judeu, foi o responsável por ensinar Jesus a ler, por acompanhá-lo na sinagoga onde o Menino Deus adquiriu o conhecimento da Lei de Moisés. São José também ensinou a Jesus o ofício de carpinteiro, dando a ele autonomia para, humanamente, poder sustentar a si mesmo e sua família, na ausência do pai. Além disso, José ajudou a formar o caráter humano de Jesus. Pelo comportamento humano de Jesus, vê-se que José cumpriu muitíssimo bem sua missão.

Padroeiro da boa morte

São José é também o Padroeiro da Boa Morte. Isso porque, segundo a Tradição Católica, ele faleceu estando entre Jesus e Maria. Sua morte foi acompanhada pelo Filho de Deus, aquele que, algum tempo depois, iria vencer a morte através de sua própria morte e ressurreição. São José faleceu nos braços cheios de amor de Maria, sua esposa, Mãe do Filho de Deus, a Santíssima Maria que, alguns anos mais tarde, seria elevada aos céus de corpo e alma, porque foi preservada do pecado original por Obra de Deus. Por isso, a morte de São José foi uma morte santa, pacífica, abençoada, na presença de Deus.

Exortação do Papa Bento XVI

O Papa Bento XVI exortou com veemência: “Nós, com grande solicitude, lhes propomos de modo particular São José, que o sigam como guia especial e o honrem como celeste Padroeiro. Por São José vamos diretamente a Maria, e por Maria à fonte de toda a santidade, Jesus Cristo, que consagrou as virtudes domésticas com a sua obediência a São José e Maria’.

A devoção a São José

Os Papas Pio IX e Bento XVI exortam vivamente os fiéis a confiarem suas necessidades àquele santo a quem Deus confiou Jesus e Maria. Todas as quartas-feiras do ano são dedicadas a São José. Portanto, quarta-feira é dia de rezar a São José. Além disso, todo o mês de março, em cujo dia 19 se comemora sua grande festa, é dedicado a ele. Os Papas encorajam também a pedirmos o socorro de São José na hora da morte, seja a de um ente querido, seja a nossa própria. Padres, bispos, pais de família, todos podem e devem recorrer a São José, pois ele será um porto seguro, um guia incomparável para nos levar no caminho do céu e do bem.

Veja alguns produtos de São José