Carrinho

Teleatendimento: (11) 4800-3800

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . São Cristóvão

Santos e ícones Católicos

História de São Cristóvão

Padroeiro dos motoristas, transportadores, condutores, viajantes e pilotos

Origens

Sabe-se que ele nasceu no século 3, em Canaã, Palestina. Era conhecido como Réprobo, que significa 'mau ou malvado' em Latim. Era um homem alto, medindo mais de 2 metros, muito forte e orgulhoso. Ateu, buscava somente os bens materiais e queria servir ao rei mais poderoso da terra. Para tanto, percorreu o Oriente Médio à procura de reis tão poderosos, que ele tivesse orgulho de servir.

Procurando glórias humanas

Porém, quando começava a servir um rei, descobria uma fraqueza do soberano e o abandonava. Assim, chegou a servir o diabo, julgando que ele fosse mais poderoso que os reis. Mas o abandonou quando percebeu que o diabo fugia da cruz e tinha medo de Jesus. Então,Réprobo quis servir a Jesus, mais poderoso que o diabo. E passou a procurá-lo.

Orientação correta

Encontrou um eremita e este o avisou que ele só conseguiria servir a Cristo se fizesse caridade, colocando-se a serviço do próximo. Réprobo, então, passou a carregar no ombro pessoas que precisavam atravessar um rio de forte correnteza. Fez isso por muito tempo, na esperança de
encontrar Jesus Cristo, o rei mais poderoso do mundo.

O encontro com Jesus

Certa vez, um menino o procurou pedindo para ser levado à outra margem. Réprobo começou a transportá-lo. Porém, ao longo da travessia, o menino foi ficando cada vez mais pesado e, só com um esforço extraordinário Réprobo conseguiu levá-lo à outra margem. Então, o menino revelou: 'Não se espante, você não somente teve o mundo sobre si como carregou em seus ombros aquele que criou o mundo. Eu sou Cristo, seu rei, cuja obra você tem servido'. A partir daquele dia Réprobo foi instruído na fé, batizado e passou a se chamar Cristóvão, que significa 'Aquele que Transporta o Cristo'. Depois, tornou-se um fervoroso pregador da fé cristã.

Morte

Como pregador da Palavra de Deus, Cristóvão visitou a cidade de Samos, na atual Turquia. Ali, porém, foi preso por pregar o Evangelho. Como não renunciou à fé como queriam que ele fizesse, foi condenado a terríveis torturas. De todas elas, porém, o Senhor o livrou como testemunho de sua santidade. Por fim, foi decapitado. Mas seu sangue curou um olho do rei local, que tinha sido ferido durante as torturas de São Cristóvão. Então, o rei se converteu e, com ele, todo o seu reino.

Devoção

São Cristóvão passou a ser o padroeiro dos motoristas, transportadores, condutores, viajantes e pilotos pelo fato de ter transportado Jesus em seus ombros. E, de fato, todos esses profissionais, ao exercerem sua profissão, estão transportando Jesus, segundo as palavras do Próprio Senhor: 'tudo o que fizerdes ao menor desses pequeninos, é a mim que o fazeis.'
(Mateus 25,40)

Veja alguns produtos de Outros Santos