Carrinho

Teleatendimento: 0800-300-5555 / (11) 3075-6850

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . São Frediano

Santos e ícones Católicos

História de São Frediano

Origens

Frediano nasceu na Irlanda, no século VI. Os mais antigos registros sobre ele atestam seu nome como Frigdianus ou Frigianu. Cristão fervoroso e monge, ele saiu de sua terra natal, a Irlanda, como peregrino e também estudante. Seu destino era a cidade de Roma. Registros de sua presença foram encontrados perto da cidade de Luca, na região da Toscana, Itália. Tais registros contam que ele vivia como um ermitão.

Líder

O povo de Luca reconheceu logo que aquele monge estrangeiro tinha algo de especial. Camponeses que viviam às margens do rio Serchio, que passa na cidade, acostumados com o sofrimento por causa da pobreza e das enchentes do rio, encontraram nele um apoio, um exemplo de vida, uma liderança nas horas difíceis. Observavam sua vida austera, de oração, sacrifícios, trabalho aliados à sabedoria e grande cultura.

Bispo 

Por causa de todas as qualidades do Monge Frediano, os fiéis e o clero de Luca perceberam que ele era a pessoa mais indicada para se tornar o bispo local. Seu conhecimento, seus dons naturais e a vida de santidade foram determinantes. Assim, de maneira incomum na Igreja, ele foi eleito, aceitou e foi sagrado bispo de Luca. Era o ano 560.

Transformação da cidade e milagre do rio

O bispo Frediano usou todo o conhecimento que tinha nas áreas de engenharia, matemática, agricultura e até mesmo de hidrografia, e conseguiu ajudar bastante a população. Além disso, São Frediano tinha dons extraordinários e prodígios eram realizados por sua intercessão e oração. O mais famoso desses fatos foi o desvio milagroso do curso do rio Serchio livrando a área rural de Luca das enchentes. Contam que São Frediano, em oração, traçou um curso novo para o rio usando um rastelo e as águas obedeceram seguindo o curso traçado por ele.

Bom pastor

Daquele episódio em diante, espalhou-se a fama de santidade do bispo e santo Frediano. E ele passou a ser cada vez mais procurado pelo povo. O milagre do desvio do rio Serchio foi citado até mesmo num livro do Papa São Gregório Magno intitulado Diálogos. Como Jesus, o Bom Pastor, São Frediano conduziu sua diocese com extrema dedicação, sabedoria e amor. Nunca descuidou dos desamparados. Construiu hospitais, orfanatos, asilos num tempo em que a sociedade civil não se preocupava com os pobres. Além disso, construiu mosteiros e Igrejas.

Morte 

O bispo São Frediano faleceu em 18 de março de 588. Além de seu rastro de santidade, ele deixou uma comunidade monástica pequena, mas cheia de frutos, que ficou conhecida como

"Cônegos de São Frediano". Um dos grandes frutos dessa comunidade foi um bispo chamado Anselmo de Baggio. Ele veio a ser o Papa Alexandre II. A festa de São Frediano foi instituída para o dia em que suas relíquias foram trasladadas para a grande basílica que leva seu nome, na cidade de Luca.

Oração a São Frediano

“Pai de bondade e de amor, que escolhestes vosso servo Frediano para testemunhar a fé os povos, dai-nos seguir seus exemplos e viver com fidelidade nossa consagração batismal, levando aos homens e as mulheres vossa palavra de libertação. Amém.”

Veja alguns produtos de Outros Santos