Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . São Felipe

Nas listas que os Evangelistas escreveram sobre os doze, Felipe aparece sempre em quinto lugar (confira: Mateus 10, 3; Marcos 3, 18; Lucas 6, 14; Atos 1, 13). Isso quer dizer que Felipe era um dos primeiros discípulos e apóstolos.

Origens

Mesmo sendo de origem judaica, Felipe é nome grego, tal qual o de André. Isso mostra uma pequena abertura cultural que, no mundo judaico de então, não se pode desvalorizar. Felipe era da mesma cidade de Pedro e André, isto é, Betsaida (João 1, 44), uma cidadezinha pertencente à tetrarquia de um dos filhos do rei Herodes o Grande, também chamado Felipe (Lucas 3, 1).

Discípulo de Jesus

Após ter sido chamado por Jesus, Felipe se encontra com seu já amigo e futuro discípulo Natanael e lhe diz: “Encontramos aquele do qual escreveu Moisés na Lei, e também os profetas: Jesus, o filho de José, o de Nazaré.” (João 1, 45). Natanael responde ceticamente: “De Nazaré pode sair coisa boa?” Felipe, porém, retruca decidido: “Vem e vê” (João, 1, 46). Com isso, Felipe demonstra ser testemunha de Jesus e instiga o amigo a “fazer uma experiência pessoal com o Senhor.

Na multiplicação dos pães

Na passagem da multiplicação dos pães, Jesus pergunta onde seria possível comprar pão para dar de comer a tanta gente (João 6, 5). Felipe responde realista: “Duzentos denários de pão não bastam para que cada um tome um pouco” (João 6, 7). É interessante que Jesus se dirija a Felipe nessa ocasião. Isso mostra que Felipe era membro do grupo dos mais íntimos de Jesus.

Ponte entre Jesus e o mundo

Em outra ocasião, antes da paixão de Cristo, alguns gregos procuram justamente Felipe e lhe pedem: “Senhor, queremos ver Jesus. Felipe foi dizer isso a André; André e Felipe foram dizer a Jesus.” (João 12, 20-22). Este é um outro indício do prestígio de Felipe dentro do grupo dos apóstolos. Nesta passagem, ele se faz intermediário entre os gregos e Jesus juntamente com André.

São Felipe na última ceia

Na Última Ceia, após Jesus afirmar que quem o conhece, conhece também o Pai (João 14, 7), Felipe lhe pede: “Senhor, mostra-nos ao Pai e isso nos basta.” (João 14, 8). Jesus lhe responde com uma benévola repreensão: “Tanto tempo faz que estou convosco e não me conheces, Felipe? Quem me viu, viu o Pai. Como tu dizes: “Mostra-nos o Pai”? Não crês que eu estou no Pai e o Pai está em mim? [...] Crê em mim: eu estou no Pai e o Pai está em mim” (João 14, 9-11). A ingenuidade de Felipe proporciona a Jesus fazer uma das mais sublimes revelações sobre sua identidade divina.

Apóstolo

Após a morte e ressurreição de Jesus, e após a vinda do Espírito Santo em Pentecostes, São Felipe entregou sua vida à pregação do Evangelho, exercendo com fidelidade sua missão de Apóstolo, recebida do próprio Jesus. Assim, sabe-se que, primeiramente, São Felipe evangelizou a Grécia. Depois, foi para a Frígia, mais precisamente para a cidade de Hierópolis. Conta-se que em todas as missões, São Felipe foi acompanhado de sua família: esposa e duas filhas.

Martírio

Em Hierópolis, São Felipe e provavelmente uma de suas filhas, foram martirizados porque desmascararam um culto maléfico que o povo local prestava a um ídolo em forma de serpente. Alguns documentos atestam que ele morreu crucificado de cabeça para baixo; outros afirmam que ele foi apedrejado. Sua morte aconteceu no dia 3 de maio, dia em que é festejado.

Oração a São Felipe

Ó Deus, que destes a São Felipe e sua família a graça de anunciar o Evangelho não só com palavras, mas também com o precioso testemunho e demonstração de amor total a vós a ponto de sacrificarem suas vidas pela causa de Jesus Cristo, dai também a nós a graça da fidelidade e do testemunho cristão onde quer que estejamos. Por Cristo, Senhor nosso, amém. São Felipe, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos