Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santos Julita e Ciro

Santa Julita é padroeira das viúvas

São Ciro é o padroeiro das crianças vítimas de maus tratos

Origens

Julita foi a mãe de Ciro. Nascida na cidade de Icônio, na região da Licaônia, hoje Turquia, Santa Julita era uma mulher muito rica, pertencente à aristocracia. Ficou viúva logo depois do nascimento de seu filho. No batismo do menino, ele recebeu o nome de Ciro. Viúva, Santa Julita perseverou na fé cristã e ensinava Ciro nos caminhos do Senhor.

Perseguição

Quando Ciro completou três anos, o imperador romano Diocleciano começou sua terrível perseguição contra os cristãos, prendendo e matando a muitos. Julita, então, fugiu com Ciro para a região da Selêucia e depois para a cidade de Tarso. Em Tarso, ela foi presa por Alexandre, o governador romano da região, pelo fato de ser cristã.

Torturas

O governador Alexandre, vendo que Julita era pessoa rica e influente, quis que ela renunciasse à fé cristã para servir de exemplo todos. Santa Julita, porém, não renunciou a Jesus. Por isso, o governador tirou o filho Ciro dos braços da santa, colocou-o em seu colo (o do governador) e mandou que Julita fosse submetida aos açoites. O governador ficou ali, com Ciro em seu colo, assistindo ao sofrimento de Santa Julita, na esperança de que ela, assim, renegasse a fé.

Ciro, o mais novo mártir do cristianismo

Ao ver que Santa Julita não abandonava a fé, o governador mandou que aumentassem as torturas. Então, o pequeno Ciro, ao ver o terrível sofrimento da mãe, pulou do colo do governador e foi para junto de sua mãe. Quando todos esperavam que ele simplesmente fosse pedir pela mãe, ele começou a gritar: “Eu também sou cristão! Eu também sou cristão!” O governador ficou tão furioso que deu um violento chute no menino. Este rolou por uma escada abaixo e morreu. Ciro foi o mais novo mártir do cristianismo. Mesmo criança com, no máximo cinco anos, morreu por testemunhar que era cristão. Por isso, ele é padroeiro das crianças vítimas de maus tratos.

Morte de Santa Julita

Ao ver o filho morto com tamanha viol6encia, Santa Julita não murmurou nem chorou. Ela somente pediu a Deus que lhe concedesse a graça de poder morrer pela fé como seu pequeno Ciro. E assim aconteceu. Santa Julita sofreu ainda outras torturas e, em seguida, foi decapitada. Era o ano 304.

Família cristã

Santa Julita e São Ciro testemunham para todo mundo que a fé em Jesus Cristo é maior que tudo, inclusive a morte. Eles também testemunham o poder da união familiar, permanecendo unidos em Cristo, mesmo com Ciro ainda tão pequeno. Ciro só não é mais novo do que os Santos Inocentes, aqueles meninos com menos de dois anos, assassinados por Herodes em Belém, por ocasião do nascimento de Jesus.

Oração a Santa Julita e São Ciro

Ó Deus, que destes a Santa Julita e a São Ciro a graça de tão grande perseverança na fé, a ponto de entregarem suas vidas por amor a Jesus, dai também a nós a graça de perseverarmos na fé, para que o mundo veja que pertencemos a vós. Por Cristo, nosso Senhor, amém. Santa Julita e São Ciro, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos