Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santo Artur

1° de setembro – Santo Artur

Protetor dos cristãos presos e Mártir da Fé

Onomástico

Etimologia

Artur é um nome de origem celta e significa "rei urso", "homem urso", "nobre", "corajoso" ou "forte".

Onomástico

Colocar o nome de Artur é evocar para a criança as virtudes de Santo Artur: coragem, amor aos irmãos, fé inabalável, desprendimento.

Origens

Artur era descendente de cristãos muito piedosos da Irlanda. Estes o educaram desde cedo no amor a Cristo. Desde seus primeiros anos, ele se mostrava muito piedoso e virtuoso, sendo exemplar em diversos aspectos, começando, assim, seu longo caminho rumo à santidade.

A Igreja na época de Santo Artur

Na época de Santo Artur, a Igreja Católica alcançava seu auge na Irlanda. Em seu registro haviam diversos Santos e alguns teólogos muito reconhecidos. Era conhecido em toda parte, por outro lado, o dinamismo dos fiéis irlandeses, que realizavam grandes obras em nome da igreja.

A escravidão cristã e a Milícia Redentora

Por causa das guerras entre cristãos e sarracenos e devido aos atos de pirataria por parte dos sarracenos, centenas, ou até milhares de cristãos eram escravizados em todas as cidades muçulmanas, sofrendo de todos os modos. Santo Artur se sentiu no dever de trabalhar e até oferecer sua própria vida pela libertação dos cristãos presos. Por isso, ingressou na fervorosa Milícia Redentora.

A missão de Artur no Oriente

Logo Santo Arthur demonstrou suas capacidades. Seguindo com perfeita fidelidade as normas diretrizes de São Juan de Mata, fundador da Ordem, Artur partiu para o Oriente, para resgatar os fiéis presos. Pouco se sabe sobre suas andanças pelas terras semitas. Mas seu famoso heroísmo é um forte indício do rastro de luz que ele deixou em seu caminho rumo à sua imolação por Cristo.

Libertando cristãos na Terra Santa

Na Terra Santa, o amor de Santo Artur por Jesus se tornou mais forte ainda. Este amor era o que o impulsava a trabalhar e a lutar pela liberdade dos pobres presos nas masmorras muçulmanas e pela abolição da escravidão dos cristãos.

A morte de um herói

Por ser frade cristão e ativista, Artur despertou o ódio dos discípulos do Corão. Assim, segundo notícias da Ordem da Milícia Redentora, ele foi capturado e queimado vivo na Babilônia, por causa de seu amor à fé cristã e à doutrina da Igreja Católica. Foi sacrificado pelos muçulmanos em 1282. Este fato e os poucos outros dados que se sabe sobre ele procedem das crônicas da Ordem dos Trinitários. Sua festa é celebrada no dia 1° de setembro, aniversário de seu martírio.

Oração a Santo Artur

“Ó Deus, que destes a Santo Artur a graça de dedicar sua vida à libertação de cristãos escravizados, dai a nós, hoje, a graça de também lutarmos pela libertação física e espiritual de nossos irmãos, para que o vosso nome seja sempre mais glorificado. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na Unidade do Espírito Santo, amém. Santo Artur, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos