Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santa Lívia

Santa Lívia nasceu na cidade de Pozzaglia, na Itália. Era filha de Francesco Pietrantoni e Caterina Constantini. Lívia nasceu numa família grande: teve 10 irmãos. Sua família era humilde, formada por camponeses. Seus pais cultivavam a terra e tinham sabedoria. Ensinavam aos filhos os valores morais e o grande valor da oração.

Trabalho na infância de Santa Lívia

Com apenas 7 anos a pequena Lívia já trabalhava ajudando seus pais, como era costume na época. Santa Lívia trabalhou, inclusive, construindo uma estrada, ajudando seus pais, na região onde moravam. O trabalho duro e as origens da família fizeram de Lívia ume menina forte.

Tanto que aos 12 anos ela foi trabalhar na cidade de Tivoli junto com outras meninas. Trabalharam na colheita de azeitonas. Lá, porém, eram vítimas de exploração de patrões inescrupulosos. Mas, então, a pequena Santa Lívia liderava os colegas tanto nas orações entre eles quanto nas discussões com os patrões.

Trabalho e oração

Com o passar do tempo, Lívia se tornou uma mulher bonita e prendada. Por isso, teve muitos pretendentes. Seus pais e seus irmãos sonham com um bom casamento para a filha. A bela Santa Lívia, porém, já tinha decidido entregar sua vida a Jesus Cristo. Por isso, recusou todos os pretendentes. Então, a família aceitou sua decisão. Mesmo em casa, Lívia levava uma vida austera, cheia de muito trabalho e oração.

O chamado de Santa Lívia

Aos 22 anos, Lívia procurou uma congregação com qual tivesse afinidade e descobriu as irmãs de caridade. Por isso, ela decidiu ir para Roma a fim de começar o noviciado. Lívia cumpriu o tempo de seu noviciado com louvores e se tornou Irmã de Caridade. Quando fez os votos perpétuos, recebeu seu nome de religiosa: Irmã Agostinha.

Logo, Lívia foi designada para  trabalhar no hospital Santo Espírito, um hospital importante e famoso em Roma. Nessa ocasião, Lívia decidiu ser santa. O nome que ela recebeu a inspirou neste propósito, pois ela dizia: Não existe nenhuma Santa Agostinha, por isso vou lutar para ser a primeira com esse nome.

Santa Lívia e sua vida de sofrimento no hospital

No tempo em que Santa Lívia estava no hospital, o governo da cidade de Roma mandou embora os padres Capuchinhos que cuidavam do hospital. Além disso, retiram as imagens de santos, os crucifixos e tudo que lembrasse a fé católica. Somente as Irmãs de Caridade tiveram permissão para ficar, pois o governo sabia que o trabalho delas era imprescindível.

Em meio a essa perseguição, Irmã Agostinha encontrou um esconderijo onde colocou uma imagem de Nossa Senhora. Ali ela fazia suas orações. Na ocasião, muitos doentes estavam com tuberculose. Irmã Agostinha cuidava de todos sem distinção. E, graças à proteção de Maria, ela não ficou doente.

Além de tudo isso, Irmã Agostinha fazia vigílias de oração e sacrifícios para todos os doentes. Ela oferecia sacrifícios, inclusive, pelos que a tratavam com estupidez e maldade, e por aqueles que eram brutos com as irmãs e enfermeiras. Esta sua caridade extrema era admirada por muita gente.

Morte de Santa Lívia

Um dos doentes do hospital, que vivia recebendo cuidados de Santa Lívia, contudo, era muito violento e não reconhecia a bondade de Irmã Agostinha. O doente se chamava Romanelli e dava muito trabalho para todos no hospital. Por isso, um dia, a direção do hospital o expulsou de lá, dizendo que os funcionários da instituição não tinham condições de continuar cuidando dele por causa da tamanha violência que ele esbanjava.

Romanelli, porém, ficou mais furioso ainda e prometeu se vingar. Assim, quando saía, viu a Irmã Agostinha no corredor, correu até ela e a feriu de morte. Era o dia 13 de novembro de 1894. Antes de falecer, Irmã Agostinha  rezou a Nossa Senhora, pediu proteção para todos os doentes e ainda perdoou o tal Romanelli. Irmã Agostinha faleceu com fama de santidade. Os doentes do hospital começaram a pedir sua intercessão e muito foram curados. Por isso, ela foi canonizada.

Oração a Santa Lívia

Santa Lívia, tu que soubestes enxergar na vida simples a glória de Deus; tu que enxergastes no doente a própria imagem do Cristo; tu que cuidastes dos doentes como se estivesse cuidando do próprio Jesus, ouvi minha oração e intercedei por mim neste momento de aflição e necessidade. Tu, que socorrestes e acalentastes tantos enfermos, socorrei-me na minha necessidade e intercedei por nós diante de Deus. Ajudai-me na minha doença. Que eu tenha forças, fé e esperança neste momento difícil. Amém. Santa Lívia, rogai por nós.

Veja alguns produtos de Santa Lívia