Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Nossa Senhora Rainha das Missões

Maria, a grande missionária

“Maria é a grande missionária, continuadora da missão de seu Filho e formadora de missionários. Ela, da mesma forma como deu à luz o Salvador do mundo, trouxe o Evangelho à nossa América. No acontecimento em Guadalupe, presidiu, junto com o humilde Juan Diego, o Pentecostes que nos abriu aos dons do Espírito. A partir desse momento, são incontáveis as comunidades que encontraram nela a inspiração mais próxima para aprenderem como ser discípulos e missionários de Jesus. Com alegria constatamos que ela tem feito parte do caminhar de cada um de nossos povos, entrando profundamente no tecido de sua história e acolhendo as ações mais nobres e significativas de sua gente. Os diversos títulos e os santuários espalhados por todo o Continente testemunham a presença próxima de Maria às pessoas, e ao mesmo tempo manifestam a fé e a confiança que os devotos sentem por ela. Ela pertence a eles e eles a sentem como mãe e irmã.” (Documento de Aparecida, 2007).

O que é missão

Missão é uma função atribuída a uma pessoa com algum objetivo maior. No Catolicismo, uma missão está se relaciona intimamente à pregação da fé em Jesus Cristo e no anúncio do Evangelho. Para nós, que somos missionários cristãos, o principal objetivo é levar o amor de Nosso Senhor Jesus Cristo àqueles que ainda não conheceram esse amor, para que assim seja cumprida a promessa mencionada em Mateus 24, 14: "E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim". A origem da nossa missão está no próprio Deus que disse “Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei” (Mt. 28,19). Pode-se dizer então que Jesus nos deixou um mandado (uma ordem) para que preguemos sua palavra, e um mandato (um poder) para que possamos agir em nome Dele.

A missão de Maria nas Sagradas Escrituras

As Sagradas Escrituras contam a história da salvação, deixando evidente a maneira como Deus prepara a vinda do Salvador. No Livro do Gênesis, depois de Adão e Eva comerem a maçã, dando origem ao pecado, existe a promessa de que uma mulher iria esmagar a cabeça da serpente (Gn. 3,15). Além disso, em outra passagem Isaías profetiza que uma mulher virgem daria à luz um filho, que seria chamado de Emanuel – Deus conosco (Is. 7,14). Pode-se perceber nitidamente a vocação de Nossa Senhora no plano da salvação. A Virgem foi missionaria a partir do momento em que aceitou gerar o filho de Deus, pois mesmo não entendendo a importância de sua missão, Ela respondeu com um “sim” à vontade de Deus. Já no Calvário, Nossa Senhora recebe sua nova missão, que continua a cumprir até os dias atuais: a missão de ser mãe de cada um de nós. A Virgem Maria é considerada Mãe e Modelo desempenhando, assim seu papel de educadora. Ela tem o dever e a vontade de conduzir seus filhos no caminho rumo a salvação.

Os títulos de Nossa Senhora comprovam sua missão

Os diversos títulos que Nossa Senhora recebeu durante os séculos comprovam como os fiéis a reconhecem como mãe: Aparecida, Lourdes, Guadalupe, Fátima, são apenas alguns exemplos. Mesmo com todos esses títulos, sua missão é uma só: levar seus Filhos a Jesus. Por tudo o que ela fez e faz na Obra de Deus, Ela é também chamada de “Medianeira das graças”. Sendo assim, Maria é considerada a grande missionária, aquela que continua a missão de seu filho. Nos dias atuais, a Igreja é chamada para olhar e se inspirar na vida de Nossa Senhora. Ela “reúne os filhos dispersos” (Jo 11,52).

Nossa Senhora continua sendo missionária

Nossa Senhora continua inspirando missionários e discípulos, para que eles atendam com fé e dedicação o importantíssimo chamado Jesus realiza para todos. Maria nos mostra como devemos seguir os ensinamentos de Jesus. Ela ensina que todos nós, que somos discípulos de Jesus, temos que ter um contato ininterrupto com a Palavra de Deus.

Oração à Nossa Senhora Rainha das Missões

“Jesus misericordioso, eu vos agradeço, porque me deste Maria como Mãe. Maria, eu vos agradeço, porque destes à humanidade Jesus, o Mestre Divino, Caminho, Verdade e Vida.
Agradeço-vos porque no Calvário nos aceitastes como filhos. Vossa missão está unida à de Jesus, que "veio procurar e salvar o que estava perdido. Oprimido pelos meus pecados, refugio-me em vós, ó minha Mãe, minha esperança! Assisti-me com misericórdia, como a um filho doente! Quero receber vossos cuidados maternais! Tudo espero de vós: perdão, conversão, santidade. Entre vossos filhos, coloco-me numa categoria particular: a dos mais necessitados, que custam a entender que onde abundou o pecado sempre poderá transbordar a graça. Estes filhos, porque orgulhosos, vos inspiram cuidado especial. Acolhei-me entre eles. Fazei o grande milagre, transformando um pecador em apóstolo! Será um prodígio e uma glória para o vosso Filho e para vós, minha Mãe! Tudo espero de vosso Coração, ó Mãe, Mestra e Rainha dos Apóstolos! Amém.”

Veja alguns produtos de Outros Santos