Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Nossa Senhora do Silêncio

A igreja de Knock

Em 1829, numa aldeia de Knock, na Irlanda, uma pequena igreja paroquial dedicada a São João Batista foi construída, cercada por um muro de pedra. Nela não cabiam mais de 30 pessoas.

A crise na Irlanda

Durante o século XIX, os irlandeses sofreram uma depressão da economia de seu país por causa colheitas escassas, principalmente da batata. Em 1879, os agricultores quase não tinham o que comer. Nesse ano, ocorreu mais uma colheita de batatas desastrosa, o que significava mais miséria e fome. Muitas pessoas morreram de fome e de doenças nessa época.

O padre Cavanah de Knock

Em 1867, o Padre Bartholomew Cavanah foi nomeado prior da igreja. Era um homem santo, fervorosamente devoto de Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Sacrificava todos os seus bens materiais e ajudava os pobres e famintos. Como considerava a Virgem Maria como Mãe de Deus e de todos os filhos d’Ele, o padre recorria a ela para interceder pelas almas do Purgatório.

As 100 missas pelas almas do purgatório

Alguns meses antes da aparição de Nossa Senhora do Silêncio em Knock, o Padre Cavanah começou a rezar 100 missas pelas almas do Purgatório, as quais Nossa Senhora mais queria que fossem libertadas. Surpreendentemente, no dia da centésima miss. Nossa Senhora apareceu em Knock. Era o dia 21 de agosto de 1879. Foi um fato maravilhoso que mostrou a gratidão de Nossa Senhora e de todas as almas que saíram do Purgatório e foram para o Céu.

As primeiras pessoas a presenciar a aparição

Naquele dia, o céu estava cheio de nuvens escuras. O Padre Cavanah estava visitando paroquianos das regiões vizinhas. Começou, então, uma forte chuva que caiu por toda a noite. Mary McLoughlin, empregada do padre Cavanah, acendeu a lareira para secar as roupas do padre e depois foi visitar sua amiga Mary Beirne, que morava por ali. Ao passar perto da igreja, percebeu figuras estranhas e um altar na parede sudoeste da igreja. Parecia que havia uma estranha luz em torno daquelas figuras, mas ela pensou que fosse um efeito causado pela luz que brilhava através da bruma. Sem entender o que acontecia, ela pensou que o padre tinha encomendado novas imagens. Quase que mesmo tempo, Mary Beirne foi à igreja para fechá-la durante a noite. Ela também percebeu um estranho brilho que vinha da parede sudoeste da igreja. Após a visita, Mary Beirne e Mary McLoughlinde voltaram à igreja e, quando se aproximaram, das figuras iluminadas, Mary Beirne disse: “Mas não são imagens, estão se mexendo. É a Santíssima Virgem!”

Uma visão extraordinária

Por baixo da parede da igreja, haviam três imagens de pé. As mulheres perceberam que não eram imagens porque elas andavam por cima de monte de erva, mas não diziam uma palavra sequer. Todas vestiam roupas brancas e brilhavam como prata. Eram iluminadas por uma luz dourada, e havia um altar logo atrás delas. Acima do altar havia um cordeiro e por cima dele tinha uma grande cruz branca. Seis anjos com asas que se movimentavam rodeavam o altar e a cruz.

A notícia da aparição se espalha

Logo após isso, Mary Beirne correu para chamar os vizinhos para verem “a visão maravilhosa!”. Não demorou para que outros se juntassem a elas para ver e rezar diante da aparição do céu. Todos que viram o ocorrido, disseram que as imagens eram da Virgem Maria com São José à sua direita e São João Evangelista, à esquerda. Porém, nenhuma palavra foi dita por Nossa Senhora ou por qualquer um dos personagens da aparição. Por isso o nome “Nossa senhora do Silêncio”.

As curas relacionadas à aparição

O silêncio de Nossa Senhora do Silêncio, porém, foi eloquente! Durante os meses seguintes à aparição, toda a aldeia perguntava por que Nossa Senhora do Silêncio apareceu. Multidões iam visitar Knock. Ocorreram inúmeras curas relacionadas à parede do santuário onde houve a aparição. Nos três primeiros anos após a aparição, o Padre Cavanah registrou algo em torno de 300 curas milagrosas relacionadas ao santuário de Knock!

A aprovação da Igreja

No ano de 1880, foram aprovados como “digno de confiança e satisfatório” pela primeira comissão eclesiástica os testemunhos de todas as 15 pessoas que testemunharam a aparição de Nossa Senhora do Silêncio. Em 1936 foram enviadas para Roma diversas provas confirmadas e curas milagrosas. Com isso, aparição de Nossa Senhora do Silêncio em Knock teve total aprovação e reconhecimento da Igreja Católica.

A bênção do Papa

Já em 1979, o papa João Paulo II abençoou o lugar com ao presenciar a celebração do centenário da aparição de Nossa Senhora do Silêncio. Centenas de milhares de peregrinos foram ao santuário onde João Paulo II declarou a passagem da Igreja de Nossa Senhora do Silêncio, Rainha da Irlanda, a Basílica.

Oração a Nossa Senhora do Silêncio

“Senhora do silêncio, ensina-me como fizestes, a guardar em meu coração todas as coisas, pois é no silêncio que eu ouço tudo o que o Senhor tem a me dizer e que o Espírito Santo sopra sobre mim; e os ensinamentos do seu Filho Jesus. Vós Senhora, soubestes fazer silêncio, e nós teus filhos murmuramos e reclamamos, venha nos ensinar.

Mãe do Silêncio, em ti não existe dispersão. Em um ato simples e total, tua alma, toda imóvel, está paralisada e identificada com o Senhor. Faze-nos entender que o silencio não é desinteresse pelos irmãos, mas fonte de energia e irradiação. Faz-nos compreender que para derramar é preciso preencher-se. Venha Mãe nos mostra como fazer.

Envolve-nos em teu manto do silêncio e comunica-nos, a fortaleza da tua Fé a altura da tua Esperança, e a profundidade de teu Amor.

Fica conosco Senhora. Ó Mãe Admirável do Silêncio.

Amém”

Veja alguns produtos de Outros Santos