Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Nossa Senhora do Divino Pranto

O início da devoção

A devoção a Nossa Senhora do Divino Pranto teve seu início nos primeiros anos do século passado. A jovem Irmã Elisabeth, que pertencia à congregação das irmãs Marcelinas, passava por gravíssimas enfermidades. Por conta da grave doença, a irmã não levantava da cama há anos, tinha perdido a visão e vivia com dores muito fortes, que deixavam a Irmã cada dia mais fraca.

A aparição misteriosa

Desenganada pelos médicos, a Irmã Elisabeth esperava sua morte. Porém, na madrugada do dia 6 de janeiro de 1924, enquanto reinava o mais profundo silêncio, a Irmã Elisabeth começou a falar, o que surpreendeu as outras irmãs. Elisabeth estava conversando com uma senhora, dizendo: “Como a senhora é bondosa! Mas tenho uma dor tão grande que nem sei oferecer a Deus... reze por mim!” Bem, a bela Senhora responde a Elisabeth: “Reza! Confia! Espera! Dá um sorriso e desaparece.”

A irmã entra em coma

Elisabeth não fazia ideia de quem era a misteriosa senhora, e as outras irmãs achavam que era um sonho ou delírio causado pelas enfermidades. Depois da primeira aparição, a jovem irmã entrou em coma, podendo falecer a qualquer momento.

A segunda aparição

Com o passar dos dias, a enfermidade da irmã só piorava. Foi então que, na noite do dia 22 de fevereiro de 1924, enquanto as enfermeiras faziam orações e velavam por Elisabeth, acontece um fato incrível. Em poucos segundos Elisabeth acorda e senta na cama. Com as mãos juntas e o olhar fixo, ela torna a conversar com a senhora, e finalmente reconhece a mesma, exclamando por 3 vezes que a tal senhora, na verdade, era Nossa Senhora com o Menino Jesus chorando em seus braços.

A mensagem

Elisabeth perguntou a Nossa Senhora o motivo do choro do Menino Jesus, e Ela respondeu: “o Menino está em prantos, porque não é bastante amado, procurado e desejado, também pelas pessoas que lhe são consagradas...”. Depois disso, pediu que Elisabeth divulgasse essa mensagem.

O milagre

A Irmã sentia que não era capaz de espalhar a mensagem. Achava que ninguém acreditaria nela. Por isso, pediu que Nossa Senhora lhe desse um sinal. Então, Nossa Senhora deu um carinhoso sorriso, se inclinou levemente e disse: “Devolvo-te a saúde!”, desaparecendo com o Menino Jesus logo em seguida. A jovem Irmã Elizabeth curou-se completamente e viveu por mais seis décadas, testemunhando e espalhando a mensagem de Nossa Senhora do Divino Pranto.

Oração a Nossa Senhora do Divino Pranto

“Ó Maria, Virgem Mãe do Menino Jesus, quisestes mostrar vossa materna proteção à Congregação de Santa Marcelina.

A Vós confiamos, pois reconhecidas, nossas confiamos, pois reconhecidas, nossas famílias, as pessoas que se recomendam à vossa proteção e todas as nossas necessidades espirituais e temporais.

Ó Mãe celeste, nós vós oferecemos as ações, as preces, os sofrimentos deste dia , em homenagem de reconhecimento e em espírito de reparação, enquanto vos pedimos,ó Virgem Mãe, fazer viver o vosso Jesus em nosso coração com a plenitude da graça divina, e à hora da nossa morte.

Concedei-nos, enfim, a felicidade de louvar-vos e de gozar eternamente no céu com vosso Divino Filho. Amém.”

Jaculatória (Oração curta e fervorosa):

“Querido Menino Jesus, amar –Vos-ei muito para enxugar as lágrimas que Vos faz derramar a ingratidão dos homens, também das pessoas a Vós consagradas.”

Veja alguns produtos de Outros Santos