Carrinho

Teleatendimento: 0800-300-5555 / (11) 3075-6850

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . São Josemaria Escrivá de Balaguer

Santos e ícones Católicos

História de São Josemaria Escrivá de Balaguer

Origens

Josemaría Escrivá de Balaguer nasceu na região de Barbastro, Huesca, Espanha. Era o dia 9 de janeiro de 1902. Seus pais, Dolores e José, tiveram seis filhos. Desses, porém, as três mais novas vieram a falecer ainda criança. O casal proporcionou deu aos filhos uma forte e profunda formação cristã.

Vocação

No ano 1915, a fábrica de tecido de seu pai veio à falência. Por isso, a família teve que se mudar para Logronho, onde tinha mais oportunidade de trabalho. Lá, Josemaría descobriu sua vocação religiosa, observando algumas pegadas dos pés descalços de um frei deixadas na neve. Decidiu ser padre. Entrou no seminário de Saragoça e, além dos estudos normais, estudou também Direito, como estudante voluntário.

Arrimo de família

Seu pai faleceu em 1924. Por isso, ele se viu, de repente, como chefe e arrimo da família. Em 1925 foi ordenado padre e passou a exercer o ministério numa paróquia mais rural. Depois, trabalhou em Saragoça. Autorizado pelo bispo, foi para Madri em 1927, para formar-se em Direito. E ele o fez com brilhantismo.

Opus Dei

Um ano depois, o Padre Josemaria Escrivá estava num retiro espiritual e pediu a Deus que lhe mostrasse claramente o que era preciso ser feito pela Igreja. Então, lhe veio a inspiração de fundar a Opus Dei (Obra de Deus em Latim). Trata-se de um moderno caminho de evangelização. A partir daí, trabalhou incansavelmente na instituição. Ao mesmo tempo, porém, continuou seu ministério sacerdotal, atuando entre os pobres e enfermos. E além de tudo isso, continuou a estudar na Universidade de Madrid e lecionava para sustentar sua família.

A missão da Opus Dei

A missão da Opus Dei é promover entre os cristãos, seja de qualquer condição social a que pertençam, uma vida coerente com a fé no meio secular. O grande objetivo é evangelizar todos os ambientes da nossa sociedade. Para a Opus Dei, todos os batizados são chamados a buscar a santidade e a anunciar o Evangelho, como o Concílio Vaticano II recordou. 

Clandestinidade

Quando estourou a Guerra Civil espanhola, veio junto uma grande perseguição religiosa. Por isso, ele exerceu o sacerdócio de maneira clandestina. Quando conseguiu sair de Madri, fixou residência em Burgos. Quando a guerra acabou, em 1939, ele voltou para Madri e conseguiu o doutorado em Direito. Nos anos seguintes, dirigiu vários retiros destinados a leigos, padres e religiosos. 

Missão perto do papa

No ano 1946, padre Josemaria Escrivá mudou-se para Roma. Lá, fez doutorado em teologia estudando na Universidade Lateranense. Foi nomeado padre consultor de duas congregações da Cúria Romana. Depois, passou a ser membro de honra da Academia Pontifícia de Teologia. Em seguida, foi nomeado prelado honorário do papa.

A Opus Dei se expande

Com residência em Roma, Padre Josemaria Escrivá viajou várias vezes para vários países da Europa e das Américas Central e do Sul. Nesses lugares, fundou e consolidou a Opus Dei. A Obra de Deus cresceu bem formada e grande formadora de novos discípulos e missionários católicos, cheios de fé, conhecimento e perseverança.

Morte

São Josemaría Escrivá faleceu por causa de uma parada cardíaca. Era o dia 26 de junho de 1975. Ele estava em seu escritório de trabalho, aos pés de uma pintura emoldurada de Nossa Senhora. A ela, ele lançou um último olhar. A essa altura, a Opus Dei estava presente já nos cinco continentes. Tinha mais de sessenta mil membros em oitenta países. Sua beatificação aconteceu em 17 de maio de 1992. Sua canonização aconteceu no dia 6 de outubro de 2002, celebrada pelo papa João Paulo II, em Roma. Sua festa foi instituída para o dia 26 de junho. O seu corpo foi depositado na igreja prelatícia (pois ele era prelado do Papa) de Santa Maria da Paz, na cidade de Roma.

Oração a São Josemaria Escrivá

“Ó Deus, que por mediação da Santíssima Virgem Maria, concedestes inumeráveis graças a São Josemaria, sacerdote, escolhendo-o como instrumento fidelíssimo para fundar o Opus Dei, caminho de santificação no trabalho profissional e no cumprimento dos deveres cotidianos do cristão, fazei que eu saiba também converter todos os momentos e circunstâncias da minha vida em ocasião de Vos amar, e de servir com alegria e com simplicidade a Igreja, o Romano Pontífice e as almas, iluminando os caminhos da terra com o resplendor da fé e do amor. Concedei-me por intercessão de São Josemaria o favor que vos peço... (peça-se). Assim seja. Pai Nosso, Ave-Maria, Glória.”

Veja alguns produtos de Outros Santos