Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santo Antônio Percierskij

Origens

Seu nome era Antipas. Percierskij, na verdade é um apelido que significa “da gruta”. Ele recebeu este apelido pelo fato de ter escavado uma gruta que se tornou sua cela na região de Kiev, na Ucrânia. “Antônio da Gruta” nasceu no ano 983, na Ucrânia. Desde a adolescência demonstrou interesse pela solidão. Por isso, procurava as cavernas, comuns em sua região, em busca de lugares que favorecessem sua sede de oração e contemplação.

Peregrino

Depois dessa busca pela solidão, Antônio Percierskij peregrinou solitário por vários mosteiros. Chegou até à Grécia e frequentou vários mosteiros no Monte Athos. Quando encontrou o Mosteiro de Esphigmenon, permaneceu alguns anos lá, sempre demonstrando um grande espírito de oração, contemplação e caridade fraterna. Depois disso, decidiu voltar para seu país para continuar lá sua vida de oração e penitência.

Primeira gruta

Chegando a Kiev, Antônio Percierskij escavou a primeira gruta e fez dela sua cela. Ali ele dormia, rezava e estudava. Logo apareceram curiosos que se encantaram com seu modo de vida e se tornaram seus seguidores. Todos bebiam da sabedoria daquele homem santo e admiravam seu comportamento sóbrio, sábio, justo, manso, sereno, pacífico, alegre e misericordioso para com todos. Um de seus discípulos chamado Nestor retratou sua fascinante personalidade num livro intitulado "Histórias dos tempos passados".

Mosteiro das grutas

O número de seguidores de Antônio Percierskij só aumentava por causa, principalmente, da vida santa que ele levava. A santidade atraia discípulos de todos os cantos da Rússia. Por isso, junto com um de seus discípulos chamado Teodósio, Antônio Percierskij fundou o Mosteiro das Grutas, que consistia em várias celas escavadas por cada um dos discípulos e interligadas entre si formando um verdadeiro Mosteiro de Grutas. Esse local passou a ser um dos mais importantes centros religiosos do país. Aquela comunidade monástica passou a ser conhecida por todos por causa da fé, da caridade, do alto grau de instrução que se desenvolvia ali e pela beleza da liturgia ortodoxa que praticavam. Santo Antônio Percierskij não tinha perdido sua vocação para a solidão, mas permanecia na comunidade para ser exemplo de santidade para todos. As regras da comunidade monástica ele confiou a Teodósio, seu fiel discípulo e co-fundador.

Perseguição

Em 1055 uma forte perseguição política obrigou Santo Antônio Percierskij a deixar Kiev. Ele se refugiou na região de Cernigov. Lá, o mesmo fenômeno aconteceu: inúmeros jovens sentiram-se atraídos pela sua santidade e modo de vida e se reuniram em torno dele. Por ele, mais uma vez, ele fundou um mosteiro com as mesmas regras de vida daquele de Kiev, deixando ali seu exemplo de caridade, penitência e oração. Em Kiev, porém, alguns discípulos permaneceram liderados por Teodósio. Por isso, depois de alguns anos Santo Antônio Percierskij voltou para lá escondido e lá permaneceu até morrer. Sua morte aconteceu no dia 10 de julho de 1073.

Legado

Uma parte pequena do original Mosteiro da Gruta ainda restou, mesmo após as invasões dos tártaros, que destruíram grande parte da obra entre os anos 1299 e 1316. Mais tarde, em 1926 o regime comunista fechou o que restou do mosteiro. Somente em 1988 o mosteiro foi reaberto, tornando-se, depois, monumento tombado pela UNESCO e conservado pela mesma entidade.

Oração a Santo Antônio Percierskij

Ó Deus, que destes a Santo Antônio Percierskij a graça da perseverança na oração, bem como a graça de ser exemplo de caridade e amor para com todos, como furto do espírito de oração, dai também a nós a graça da perseverança tanto na oração quanto na caridade e no amor fraterno, para que o vosso nome seja glorificado. Por Cristo, Senhor nosso, amém. Santo Antônio Percierskij, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos