Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Nossa Senhora da Candelária

2 de fevereiro e 15 de agosto - Nossa Senhora da Candelária

Padroeira das Ilhas Canárias 

Nossa Senhora da Candelária é um dos nomes dados à Virgem Maria. É a padroeira das Ilhas Canárias.

A primeira aparição

Fray Alonso de Espinosa, no ano de 1594, registrou uma lenda sobre uma imagem da Virgem Maria, na qual ela carrega uma criança em sua mão direita e uma vela verde na mão esquerda. A estátua foi encontrada por dois pastores em 1392, na praia de Chimisay (Güímar). No acontecido, um dos pastores tentou acertar uma pedra na imagem, mas não conseguiu porque seu braço ficou paralisado. Já o outro acabou esfaqueando a si mesmo ao tentar esfaquear a imagem da Santa. Os pastores contaram ao rei local sobre o acontecido e voltaram à imagem, porém, dessa vez, com reverência e temor. Depois disso, a imagem foi levada para a Cueva de Chinguaro, onde ficava o rei.

O primeiro santuário

Após a chegada dos cristãos à ilha, a estátua da Virgem foi levada para Cueva de Achbinico, situada onde, hoje, fica a cidade de Candelária. O bispo das Canárias, Bartolomé García Jiménez, foi o responsável pela construção do primeiro santuário dedicado à Virgem. A construção começou em 1668 e terminou em 1672. O santuário era muito grande, possuindo três naves e uma torre muito alta. Porém o templo veio abaixo num incêndio no dia 15 de fevereiro de 1789.

A devoção se espalha

Depois das Ilhas Canárias, a devoção à Virgem chegou à América. Hernán Cortés, famoso Marquês do local, foi um dos responsáveis pelo crescimento da devoção a Nossa Senhora da Candelária. Ele possuía, em seu pescoço, uma medalha da Virgem.

A inundação

No ano de 1826, a estátua da Virgem foi perdida durante uma inundação. Porém, a devoção a Nossa Senhora da Candelária não se perdeu porque estava no coração do povo. Por isso, um ano depois, foi esculpida uma nova imagem, a mesma que se encontra atualmente na basílica. Nossa Senhora da Candelária era venerada por diversos religiosos da região, como Pedro de Betancur, Padre Anchieta e María de León Bello y Delgado.

Nomeações

No ano de 1599, o Papa Clemente VIII foi o responsável por nomear a Virgem como Padroeira das Ilhas Canárias. Mais tarde, em 12 de dezembro de 1867, a Santa foi declarada como Padroeira Principal das Ilhas Canárias, com um decreto da Sagrada Congregação dos Ritos do Papa Pio IX.

A Basílica nos dias de hoje

A atual basílica foi construída pelo arquiteto José Enrique Marrero Regalado. Sua construção começou no ano de 1949 e só terminou em 1959. Em conjunto com a basílica encontra-se o Convento Dominicano de Candelária. Além disso, dentro do convento existe o Museu de Arte Sacra. A Basílica da Candelária é o principal santuário à Nossa Senhora nas Ilhas Canárias e é também um dos mais importantes da Espanha. A Basílica é também o santuário que recebe a maior quantidade de peregrinos das Ilhas Canárias, recebendo 2 milhões e 500 mil visitantes todo ano. A Igreja foi proclamada como Basílica Menor pelo Papa Bento XVI, no dia 24 de janeiro de 2011.

Muitas festas

Os dias 2 de fevereiro e 15 de agosto são especiais para milhares de peregrinos, que vão não só de outros lugares das Ilhas Canárias como também da Espanha, em peregrinação ao santuário com o intuito de celebrar a festa da padroeira. Em fevereiro o evento mais importante é a Procissão das Velas e agosto ocorre a Encenação da Aparição da Virgem.

A peregrinação a cada 7 anos

De sete em sete anos ocorre a peregrinação da imagem de Nossa Senhora da Candelária, alternadamente, entre as cidades de Santa Cruz de Tenerife (capital da ilha) e San Cristóbal de La Laguna (sede da diocese de Tenerife). Assim, em 2009, por exemplo, a imagem foi para La Laguna, e em 2016 voltou para Santa Cruz de Tenerife.

Oração à Nossa Senhora da Candelária

“Ó doce Virgem Maria - verdadeira guardiã da luz do mundo - que iluminais nosso destino com a graça da vossa onipotência suplicante, que sois a candeia de amor cujo fogo brota do Coração Divino de Jesus.

Ó Nossa Senhora, da Candelária, atendei a nossa súplica concedendo-nos o favor da vossa maternal ajuda, pela fortaleza da nossa fé e o bálsamo da confiança, a fim de que possamos um dia gozar convosco as alegrias do céu. Assim seja. Nossa Senhora da Candelária, iluminai-nos.”

Veja alguns produtos de Outros Santos