Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santa Gianna Baretta Molla

Origens

Gianna (Geana ou Joana) Baretta nasceu em de outubro de 1922, em Magenta, Itália. Filha de uma numerosa família de treze filhos. Por causa da gripe espanhola, o número dos irmãos reduziu-se a oito. Entre os oito, Gianna era a penúltima. Filha de um lar cristão, ela e seus irmãos seguiram o caminho da fé e suas vidas foram exemplos par amuitos.

Família cristã

A família de Santa Gianna testemunhou lindamente a fé cristã e a cultura. Dentre os oito irmãos, uma se tornou pianista, dois foram engenheiros, quatro se tornaram médicos e uma formou-se farmacêutica. Um dos formados em engenharia, chamado José, mais tarde se tornou padre, e dois dos médicos decidiram seguir a vida religiosa, tornando-se missionários: padre Alberto e madre Virgínia.

Médica

Gianna cresceu em Magenta e ali se formou como médica cirurgiã. Especializou-se em pediatria, formando-se em 1952. Porém, apesar da especialização, preferiu o exercício da clínica geral, visando atender os idosos abandonados e sem recursos. Para Gianna, tudo era sagrado. Ela dizia sempre que: "Quem toca o corpo de um paciente, toca o corpo de Cristo".

Casamento, vida cristã e social

Em 1955, Gianna se casou com o diretor industrial Pedro Molla. O casal viveu seguindo a tradição cristã familiar: oração, missa e eucaristia. Ao mesmo tempo, eram inseridos com harmonia na vida moderna. Gianna amava esquiar na neve. Gostava também de pintar e apreciava muito a música. Frequentavam o teatro e os concertos sempre que podiam. 

Esposa, médica e evangelizadora

Gianna fazia questão de participar ativamente da Associação Católica Feminina, um movimento que visava unir as mulheres em torno da fé e da vida cristã na sociedade. O movimento preparava, com a ajuda de Gianna, retiros espirituais, que eram momentos preciosos de forte interiorização e descoberta da presença de Deus. Gianna vivia e colaborava com essas novidades que raziam renovação para a comunidade católica. Ela também colocava a serviço do movimento sua missão de médica.

Filhos e uma doença grave

O casal Gianna e Pedro Molla teve três filhos: Pedro Luiz, Maria Rita e Laura. Felizes, tiveram a notícia de uma quarta gravidez em setembro de 1961. Pouco tempo, depois, porém, Gianna sentiu-se mal e teve que ser internada. Após exames, foi descoberto um fibroma no útero. O caso foi se agravando. E a gravidade chegou a tal ponto que a única perspectiva para a sobrevivência de Gianna seria interromper a gravidez, para que seus três filhos não ficassem órfãos.

A grande decisão de sua vida

Gianna Baretta Molla tinha os valores cristãos profundamente enraizados em seu coração. Por isso, ela colocava sempre, em primeiro lugar, o direito à vida. Assim, ela decidiu ter o bebê, sabendo, como médica, que pagaria por esta decisão com o preço da própria sua vida. E assim aconteceu. Uma menina nasceu. Joana Emanuela. Santa Gianna segurou-a nos braços antes de falecer. Era o dia 28 de abril, de 1962. Sua morte se tornou uma mensagem do amor de Cristo para o mundo.

Descoberta

Após a morte de Santa Gianna, Pedro Molla, o viúvo, encontrou anotações pessoais da esposa. Essas anotações eram feitas antes dos retiros espirituais. Nas notas de Santa Gianna descobre-se uma conexão indissolúvel de seu coração com o amor, com o sacrifício e com a fé inabalável. A opção de Santa Gianna pela vida da filha em seu ventre foi totalmente consciente, repleta de amor e respeito à vida. Santa Gianna Baretta Molla foi canonizada pelo Papa João Paulo II em 2004. Na ocasião, o Papa exaltou não só seu heroísmo final, mas também sua vida inteira como exemplo mulher, esposa, mãe, profissional e evangelizadora. Um verdadeiro exemplo para as mulheres e os casais modernos.

Valeu a pena

A filha que nasceu do sacrifício de Santa Gianna chama-se Joana Emanuela. Por ocasião da canonização de sua mãe, ela fez um pronunciamento do qual se destaca o seguinte: "Sinto em mim a força e a coragem de viver, sinto que a vida me sorri". Em seguida, rendeu eterna homenagem à mãe dizendo: "dedicando a minha vida à cura e assistência aos anciãos".

Milagres

Os dois milagres para a beatificação e canonização de Santa Gianna Baretta Molla aconteceram no Brasil. O primeiro foi em Grajaú, no Maranhão, em 1977, num hospital onde a própria Santa Gianna gostaria de ter vindo prestar seus serviços como médica e missionária. O segundo aconteceu em Franca, SP, quando uma gestante cujo filho corria perigo de morte em seu útero, por ausência total de líquido amniótico desde o terceiro mês de gravidez. A mãe, Elisabete Arcolino Comparini, como Santa Gianna, não quis abortar, assumindo todos os riscos e pedindo a intercessão de Santa Gianna. A gravidez progrediu sem líquido amniótico, o que, por si só, não tem explicação científica. Ao final da gravidez, o bebê nasceu perfeito e foi aceito pela Igreja como milagre válido para a canonização de Santa Gianna.

Oração a Santa Gianna Beretta Molla

“Ó Deus, amante da Vida, que doaste a GIANNA BERETTA MOLLA responder com plena generosidade à vocação cristã de esposa e mãe, concede também a mim (...ou pessoa para quem quer obter a Graça...), por sua intercessão (...pedido...) como também seguir fielmente os Teus Desígnios, para que resplandeça sempre nas nossas famílias a Graça que consagra o amor eterno e à vida humana. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Teu Filho, que é Deus, e vive e reina Contigo na Unidade do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos. AMÉM.”

Novena  Santa Gianna Beretta Molla

(Fundação Santa Gianna Beretta Molla)

Novena para obter a graça com a intercessão de Santa Gianna Beretta Molla

Ó Deus, nosso Pai, tu que tens dado a tua Igreja Santa Gianna Beretta Molla, que na sua juventude te há procurado amorosamente, e te levou a outros jovens, empenhando-os apostolicamente como testemunha na ação católica e colocando-os ao lado dos doentes e idosos para ser para eles ajuda e conforto.

Agradecemos-te por este dom de jovem amorosamente empenhada e, com teu exemplo, dai-nos a graça de consagrar nossa vida a teu serviço para alegria dos nossos irmãos.

Glória ao Pai...

Ó Jesus, Redentor dos  homens, tu chamaste santa Gianna a desenvolver a missão de médica, conforto dos corpos e das almas, vendo a Ti mesmo nos irmão e nos pequeno indefesos.

Agradecemos - Te  por aver-te mostrado neste tua serva como “o que serve” e que acalma a dor dos homens. Acolhendo a sua lição, fazei-nos generosos cristãos ao serviço dos irmãos, particularmente daqueles que participam de tua Cruz.

Glória ao Pai ...

Ó Deus, Espirito santificador, que amas a igreja como tua Esposa, tu infundistes  no coração de Santa Gianna um pouco do teu amor para colaborar no teu maravilhoso plano de salvação dando-te novos filhos, para que possam conhecer-te e amar-te.

Agradecemos-te por este modelo de esposa e, e pela sua corajosa testemunha. Dai as  nossas famílias a serena e cristã presença de esposas empenhadas a transformar as nossas casas de homens em cenáculo de fé  e de amor, em generoso trabalho e santificante serviço.

Glória ao Pai...

Ó Deus Criador e amante do ser vivente, Tu estava  ao lado de Santa Gianna , quando se encontrou no dilema de salvar a própria  vida ou aquela da criança que, qual dom esperado, lelava no seio.

Confiando só em Ti e reclamando o seu mandamento de defesa de vida, encontrou a coragem de cumprir o seu dever de mãe e dizer “sim” a nova vida, sacrificando generosamente  a própria, coroando uma vida crista exemplar.

Por  intercessão de Maria, Mãe de Jesus e segundo o exemplo de Gianna, dispõe todas as mães a acolher com amor, cada vida nascente e sustentar a tos no respeito a cada vida.

Dai-nos a graça que te pedimos...

E a alegria de inspirar a santa Gianna qual modelo de jovem, de esposa, de mãe e de medica, que segundo o exemplo de Jesus, sacrificou a si mesma pela vida do próximo.

Ave Maria...

( Com aprovação eclesiastica, + Angelo Mascheroni, Bispo Auxiliar de Milão)


Oração 

Deus que sois Pai,
Nós te louvamos e te bendizemos
Porque em Santa Gianna Beretta Molla
Nos tem dado e feito conhecer
Uma mulher testemunha do Evangelho
Como jovem, esposa, mãe e médica.
Vos agradecemos porque,
Também através do dom da sua vida, nos faz aprender a acolher e honrar cada criatura humana.

Tu, Senhor, Jesus,
Tens estado para Gianna o referimento privilegiado.
Ela soube reconhecer-te
Na beleza da natureza.
No entanto se questionava sobre a sua escolha de vida,
Estava a Tua procura  e do modo melhor para servir-te.
Através do amor matrimonial, se fez sinal
De teu amor pela Igreja e pela humanidade.
Como tu, bom samaritano, deteve-se
Ao lado de cada pessoa doente, pequena e frágil.
Segundo teu exemplo e por amor
Se há doado completamente a si mesma,
Gerando nova vida.

Espírito Santo, fonte de cada perfeição.
Dai-nos também a sabedoria, inteligência e coragem porque,
Segundo o exemplo de Santa Gianna e por sua intercessão,
Na vida pessoal, familiar, profissional,
Saibamos colocar-nos ao serviço  de cada homem e mulher
Crescer assim no amor e na Santidade.
Amém.

 

Veja alguns produtos de Outros Santos