Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . São Gaspar Bertoni

Origens

Gaspar nasceu em 9 de outubro de 1777, na cidade de Verona, Itália. Passou por dois grandes problemas em sua família: a separação de seus pais e a morte de sua irmã. Como se não bastasse, no tempo em que ele viveu, Verona era causa de disputa entre austríacos e franceses. Por isso, a sociedade vivia o caos. A fome se espalhava entre o povo; os hospitais viviam lotados de feridos, crianças viviam abandonadas e sem escola, os jovens não tinham horizonte e o clero padecia conseguindo fazer pouco em meio a tudo isso.

Vocação

Em meio ao caos na sociedade e na própria família, Gaspar Bertoni encontrou em Deus e na oração o seu refúgio. Ainda jovem sentiu o chamado para a vida sacerdotal e ingressou no seminário. Como seminarista, destacou-se pela dedicação aos doentes e feridos nas disputas regionais. Destacou-se também pelo seu trabalho com os jovens, proporcionando a eles esperança e horizontes. Por isso, ficou conhecido como o “Apóstolo dos jovens”.

Padre resgatando a dignidade do clero

São Gaspar Bertoni foi ordenado padre no dia 20 de setembro de 1800. Tinha, então, vinte e três anos de idade. O bispo percebeu a seriedade de seu ministério e pediu que ele o ajudasse a resgatar a dignidade do clero, então abalada pela situação conturbada da região. O Padre Gaspar Bertoni começou seu trabalho pelo seminário. Com sua intervenção, o local de formação dos padres tornou-se um centro de oração, disciplina e ordem. Isso ajudou tremendamente na formação de padres comprometidos com a missão de evangelizar.

Pregador

São Gaspar Bertoni foi colaborador na paróquia San Fermo. Ali, destacou-se como excelente pregador, pois, pregava com a autoridade de quem vivia o que pregava. Por isso, recebeu o apelido de “Missionário Apostólico”.

Fundador

Mesmo vivendo numa época em que as Congregações religiosas eram perseguidas e desfeitas pelos franceses e austríacos, ele sentiu o chamado de Deus para fundar uma congregação. Por isso, ele e alguns amigos fundaram uma escola em Verona, ao lado da Igreja dos estigmas de São Francisco de Assis. Inspirado nos ensinamentos de Santo Inácio de Loyola, São Gaspar Bertoni e seus companheiros ensinavam a viviam a vida cristã, aprofundando na espiritualidade dos Estigmas, ou seja, das chagas de Cristo.

Missão

A Congregação iniciada por São Gaspar Bertoni só foi “batizada” após sua morte. Ela recebeu o nome de Congregação dos Sagrados Estigmas de Nosso Senhor Jesus Cristo, ou Congregação dos Estigmatinos. Ela tinha como missão a evangelização e o auxílio aos bispos. Assim, ela se desenvolveu e se espalhou pelos cinco continentes.

Sofrimento e morte

Embora tenha falecido aos 76 anos, São Gaspar Bertoni viveu muitos problemas de saúde desde os seus 35 anos de idade. Porém, ele jamais foi visto murmurando ou reclamando. Ao contrário, louvava a Deus por suas enfermidades, vendo nelas uma “Escola de Deus”. São Gaspar Bertoni faleceu no dia 12 de junho do ano 1853. O Papa João Paulo II celebrou sua canonização no dia 1 de novembro de 1989.

Veja alguns produtos de Outros Santos