Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santo Hermenegildo

Padroeiro dos convertidos e da Espanha

Origens

Hermenegildo era filho de Leovigildo, poderoso rei dos visigodos. Leovigildo era impiedoso, dominador e conquistador. Famoso por exterminar seus inimigos e todos aqueles que se interpusessem em seu caminho. Acabava com a cultura e a fé das regiões que conquistava, impondo sua própria fé e cultura, como forma de dominação. Hermenegildo e seu irmão Recaredo foram educados nesse sistema.

Arianismo

Leovigildo e sua família eram adeptos do arianismo, uma doutrina considerada herege pela Igreja Católica. Segundo o arianismo, Jesus não é Deus, não é uma pessoa divina, mas apenas um ser humano, uma criatura iluminada. O arianismo nega o dogma da Santíssima Trindade, verdade que nos foi revelada pelo próprio Jesus Cristo nos Evangelhos. Por essas divergências, os adeptos do arianismo estavam em luta constante com os católicos.

Enviado para dominar a Espanha

Hermenegildo foi nomeado príncipe de Sevilha e seu irmão, príncipe de Toledo. Hermenegildo tinha apenas quinze anos quando foi para Sevilha e seu irmão era ainda mais novo. Por motivos políticos, Hermenegildo casou-se com uma princesa francesa chamada Ingonda. A princípio, este casamento reunia interesses meramente políticos. Porém, ele iria mudar radicalmente a vida do príncipe Hermenegildo.

Conversão

Ingonda era católica praticante e pessoa de profunda oração. Aos poucos, seu comportamento, seu amor, doçura e bondade de coração tocaram o coração de Hermegildo. Além disso, ela explicava passagens dos Evangelhos a Hermegildo com tanta convicção e fé, que ele acabou abandonando o arianismo e se convertendo ao Catolicismo. Justo ele, que tinha sido enviado para dominar e dobrar os católicos de Sevilha e obriga-los a renderem-se ao arianismo.

Enfrenta a ira do pai

Ao saber da conversão do filho, o rei Leovigildo ameaçou deserda-lo se ele não abandonasse a fé católica. Hermenegildo, porém, não se dobrou. Ele tinha tido um encontro pessoal com Jesus Cristo e agora sabia, em seu coração, que Jesus era Deus. Por isso ele respondeu ao pai por carta que ficou conservada ao longo dos séculos. Ele disse: "Nada me custa renunciar à coroa terrestre, se já tenho garantida a celeste". Irado, o pai foi pessoalmente cumprir suas ameaças.

Martírio

Leovigildo chegou a Sevilha liderando um grande exército, pronto para invadir a cidade. O filho não ofereceu resistência. Então, o pai prendeu-o e mandou que fosse torturado, nas esperança de que tal sofrimento faria Santo Hermegildo renegar o catolicismo. O castigo, porém, foi em vão. O pai mandou que um bispo ariano forcasse o filho forcasse o filho a comungar, segundo o arianismo. Santo Hermenegildo recusou-se afirmando que “nesta eucaristia ariana” Verdadeiro Deus, consubstancial ao Pai não está presente. Para o pai, esta foi a gota d’água. Leovigildo ordenou que Santo Hermegildo fosse decapitado. Era o dia 13 de abril do ano 585.

Conversão do pai 

Pouco tempo depois, o rei Leovigildo começou a sofrer grande remorso por ter matado o próprio filho. Este remorso o levou a repensar sua posição quanto ao catolicismo. Quando se deu a chance de conhecer um pouco melhor a fé católica, compreendeu seu erro, arrependeu-se e se converteu, levando à fé todo o seu reino. Com este fato, a Igreja espanhola penetrou numa era de paz. Mil anos depois, em 1586, Sixto V, papa, instituiu a festa de Santo Hermenegildo no dia 13 de abril e proclamou-o padroeiro da Espanha.

Oração a Santo Hermenegildo

Ó Deus, que destes a Santo Hermegildo a graça do conhecimento da fé católica em tal profundidade que o converteu, dai também a nós a graça deste conhecimento profundo, que torna nossa fé inabalável e vencedora em todas as situações. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito santo, amém. Santo Hermenegildo, rogai por nós.”

Veja alguns produtos de Outros Santos